Empresários denunciam alta nos casos de Covid no Ceasa

Direção da Central de Abastecimento diz que todos os critérios de segurança foram adotados e afirmou que há 17 casos confirmados e 4 sob averiguação

Foto: Reprodução

É crescente o número de denúncias e especulações acerca do avanço e disseminação do coronavírus (Covid-19) entre frequentadores e trabalhadores da Central de Abastecimento de Goiás (Ceasa).

Os comentários ganharam ainda mais proporção quando uma empresária escreveu nas redes sociais que está com toda sua família e todos seus funcionários infectados com a doença e que precisou baixar as portas no local.

“Todos os meus funcionários estão doentes. O Ceasa está omitindo a quantidade de casos. Hoje na reportagem que foi feita disseram que só existem sete casos, o que é mentira. Ali tem no mínimo 200 positivos, por medo de represália ninguém fala nada”, desabafou a empresária que terá a identidade resguardada.

Diante dos comentários e da pressão dos trabalhadores do local, o Ceasa emitiu um nota onde garante que todos os protocolos sanitários determinados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), bem como o Ministério da Saúde (MS) e Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO) estão sendo rigorosamente cumpridos.

“Já foram implementadas mais de 35 ações de enfrentamento ao coronavírus, entre os quais destacam-se a instalação de tendas, pias para higienização das mãos e a distribuição de 7 mil máscaras e 3 mil sabonetes, além do reforço na equipe de limpeza e conservação, com a intensificação desse trabalho, e a promoção semanal de desinfecção com solução de hipoclorito de sódio das vias internas e galpões”, divulgou. 

Para garantir a conscientização de seu público da importância da união no combate à Covid-19, a Ceasa-GO também promove ações constantes de orientação e recomendações sobre uso da máscara, higienização correta das mãos e distanciamento social.

Além disso, o Ceasa informou que disponibilizou uma equipe de profissionais de enfermagem que faz a verificação de temperatura de todas pessoas, antes do acesso ao espaço. “A equipe realiza o monitoramento permanente do público, com a oxigenação e o encaminhamento de casos suspeitos para as unidades de Saúde, quando necessário”. 

Por fim, a direção informou que há 17 casos confirmados de contaminados pela Covid-19 e 4 outros em averiguação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.