Empresário é preso suspeito de abuso sexual contra 10 funcionárias em Piracanjuba

Segundo as investigações, ele utilizava sua condição de hierarquia na empresa para praticar abusos de cunho sexual contra suas funcionárias

Empresário na Delegacia de Piracanjuba/ Reprodução.

A equipe de policiais da Delegacia de Piracanjuba, sob a coordenação do Delegado Leylton Barros, prendeu nesta terça-feira, 5, um empresário acusado pelo crimes de importunação sexual, assédio sexual e tentativa de estupro de suas funcionárias. O investigado, que não teve o nome divulgado, poderá pegar penas de até sete anos para cada acusação.

O inquérito policial foi instaurado a partir de denúncias anônimas. Até o momento já foram ouvidas cerca de 10 mulheres, entre funcionárias e ex-funcionárias, com idades de 16 a 25 anos. Todas confirmam os abusos e importunações sexuais, declarando que ocorriam no próprio estabelecimento comercial do acusado.

Segundo o Delegado, as vítimas temiam denunciá-lo, sob o risco de perderem o emprego e até serem prejudicadas de outras formas, devido à sua condição financeira privilegiada. A Polícia Civil calcula que o número total de vítimas possa chegar a mais de vinte mulheres, todas já estão identificadas e serão ouvidas nos próximos dias de investigação.

O empresário vinha sendo investigado há dois meses. No local de apreensão, também foram recolhidos equipamentos eletrônicos, que passarão por perícia para apurar se contêm elementos relacionados aos crimes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.