Empresa clandestina de Aparecida usava selo de outras empresas para vender alimentos

No local alvo da ação, foram apreendidos vários produtos como salsicha, queijos e muçarela

Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil de Goiás, em parceria com a Vigilância Sanitária, deflagrou uma operação contra uma empresa de Aparecida de Goiânia que atuava clandestinamente e comercializava alimentos como muçarela e salsicha. A empresa, que não tem alvará para funcionar, usava selos federais de inspeção e até de empresas de outros estados para não levantar suspeitas.

A ação foi deflagrada pela Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon) em parceria com a Vigilância Sanitária Municipal de Aparecida de Goiânia e o órgão de inspeção sanitária de Senador Canedo.

No local alvo da ação, foram apreendidos vários produtos como salsicha, queijos e muçarela. De acordo com a polícia, a empresa opera de forma clandestina, não tem alvará de funcionamento e tem usado o selo de inspeção federal e o selo de inspeção estadual de outras empresas, a fim de conseguir vender os produtos.

Um dos selos usados indevidamente, inclusive, é de uma empresa do Rio Grande do Sul. Ainda conforme a polícia, os produtos são comercializados, principalmente, em Senador Canedo. Os produtos foram apreendidos em comércios de Senador Canedo e também na sede da empresa, que funciona em uma residência, em Aparecida de Goiânia, e acabou interditada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.