Empresa afirma que vai regularizar fornecimento de insulina nesta sexta-feira

Em nota, secretaria de Saúde afirmou que serviço não foi retomado na última quinta-feira porque laboratório não estava entregando insulina para distribuidora Hospfar

A Hospfar afirmou, nesta quinta-feira (9/2), que o fornecimento de insulina e de bombas de insulina será regularizado na manhã desta sexta-feira (10). A previsão inicial da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) era de que o serviço retornasse na última quarta-feira (9) mas, segundo a assessoria do órgão, a Hospfar não entregou o produto.

Em nota, a SMS declarou que “A fornecedora não tem cumprindo os prazos alegando atraso na entrega por parte da indústria Sanofi”. Nesta quinta-feira (9), a Hospfar confirmou a demora, mas disse que o produto já está a caminho de Goiânia e será entregue para a prefeitura ainda na sexta-feira.

A Sanofi, indústria que fabrica a Lantus, tipo de insulina, afirmou em nota que os lotes do medicamento para a SMS têm previsão de entrega para esta sexta-feira (10). Eles reforçaram, ainda, que as solicitações para compra da insulina são atendidas regularmente pela empresa, respeitando as normas e leis em vigor.

Sobre a bomba de insulina, a Roche também afirmou que o fornecimento está sendo realizado normalmente, de acordo com a demanda dos clientes.

O fornecimento da insulina, fundamental para portadores de diabetes, está suspenso há pelo menos quatro meses, desde outubro de 2016. Na quarta-feira (8), um grupo de pessoas que precisa do medicamento chegou a ir à Câmara Municipal para exigir que a SMS cumprisse o prometido pela secretária, Fátima Mrue, de voltar a fazer a entrega no dia 8.

Confira a nota da SMS:

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) tem se posicionado para a Câmara, população e imprensa conforme acordo feito com a empresa Hospfar e FBM para entrega de bombas de insulina e análogos de insulina. A fornecedora não tem cumprindo os prazos alegando atraso na entrega por parte da indústria Sanofi. Na nota fiscal nº 000.139.534, série 001, emitida no dia 7 de fevereiro pela Sanofi contra a Hospfar, constam os produtos faturados e aguardados pela SMS. Outras providências tem sido tomadas para solucionar o problema o quanto antes. A Secretaria lamenta o atraso.

 

Confira a nota da Sanofi na íntegra:

Sobre a venda de Lantus para a Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia, a Sanofi esclarece:

  • Os produtos faturados na nota fiscal 000.139.534 série 001 já foram expedidos. Os lotes estão no Distrito Federal, com previsão de entrega em Goiânia no dia 10 de fevereiro de 2017.
  • As solicitações feitas do setor público para compra da insulina Lantus (glargina) são atendidas regularmente pela Sanofi, respeitando as normas e leis em vigor.

Sanofi

Confira a nota da Roche:

A Roche esclarece que o fornecimento de bombas de insulina e seus insumos está ocorrendo normalmente no mercado brasileiro de acordo com a demanda de cada cliente. Para o município de Goiânia sugerimos que seja feito o contato direto com a empresa fornecedora desta licitação. A Roche reforça seu comprometimento com as pessoas com diabetes em todo o Brasil no sentido de oferecer cada vez mais produtos e serviços inovadores para o bom monitoramento da doença e da qualidade de vida do paciente.

 

Deixe um comentário