Emendada em Plenário, PEC da Previdência volta à CCJ

Entre as propostas está uma que pede a manutenção do quinquênio e outra específica da reforma da Segurança Pública

CCJ da Assembleia Legislativa de Goiás | Foto: Fernanda Santos/Jornal Opção

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que reforma a Previdência estadual tem sido alvo de muita discussão na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego). Aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) nesta quarta-feira, 18, a matéria recebeu emendas no Plenário e retornou ao colegiado, que teve sessão extra convocada ainda para esta quarta.

A deputada Adriana Accorsi (PT) foi a autora da emenda mais polêmica, que pede a manutenção do quinquênio dos servidores no texto, e é assinada pelos parlamentares: Virmondes Cruvinel (Cidadania), Major Araújo (PSL), Humberto Teófilo (PSL), Karlos Cabral (PDT), Delegado Eduardo Prado (PV), Henrique Arantes (MDB), Lêda Borges (PSDB), Talles Barreto (PSDB), Hélio de Sousa (PSDB), Lucas Calil (PSD), Gustavo Sebba (PSDB), Adriana Accorsi (PT), Alysson Lima (Republicanos) e Cláudio Meirelles (PTC).

Também apresentou emenda o deputado Delegado Eduardo Prado (PV), que pede que a reforma da Previdência da Segurança Pública seja discutida em outro momento e não mais na Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que tramita na Casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.