Embriaguez ao volante aumenta mesmo com pandemia e restrições

Nos primeiros 18 dias de abril a PRF flagrou 67 motoristas bêbados em rodovias goianas. No mesmo período do ano passado foram 21 casos

Um levantamento da PRF mostra dados sobre a quantidade de motoristas flagrados sob efeito de álcool ou alguma substância psicoativa nas rodovias federais goianas. Em abril do ano passado, de 1º a 18, o país estava enfrentando o início da pandemia e o movimento nas estradas foi reduzido. A PRF registrou 21 flagrantes de condutores sob efeito de álcool ou outras drogas. Neste ano, com os números de infecções ainda altos e leitos hospitalares com alto índice de ocupação, nos mesmos 18 dias, já são 67 flagrantes feitos pela PRF.

Um homem de 33 anos foi preso por dirigir alcoolizado e colocar a segurança de terceiros em risco na noite do último domingo, 18, em Porangatu, no extremo norte de Goiás. Após fugir da abordagem da PRF na BR 153, o homem entrou para a cidade e foi necessário apoio da Polícia Militar para interceptar o veículo.

Policiais rodoviários federais que fiscalizavam na unidade operacional de Porangatu receberam denúncia de uma condutora informando sobre um automóvel que tracionava uma carreta com barco em manobras perigosas pela rodovia. Ao avistarem ó veículo, os PRFs deram ordem de parada, mas o condutor desobedeceu e fugiu, entrando nas ruas da cidade de Porangatu.

Conduzindo de modo agressivo, em alta velocidade, desrespeitando as ordens policiais e colocando em risco a segurança de todos que compartilhavam a via, a PRF solicitou apoio da PM para conseguir interceptar o veículo.

Nesse momento, o motorista, que estava acompanhado de duas mulheres, mostrou-se bastante agressivo, partindo para luta corporal com os policiais e foi contido, colocado no compartimento de transporte de detidos da viatura. Dentro do carro, um Fiat Palio, os agentes encontraram garrafas e latas de bebidas alcoólicas já consumidas. No momento em que deveria realizar o teste do “bafômetro”, o homem deu um pontapé no policial e atingiu o aparelho, que acabou quebrando.

Com vasta ficha criminal anterior, o homem foi preso em flagrante e conduzido à polícia civil de Porangatu, onde será investigado, além da embriaguez ao volante, por perigo para a vida ou saúde de outrem, desobediência, resistência, desacato, dano, ameaça, dirigir veículo automotor, em via pública, sem a devida permissão para dirigir ou habilitação ou, ainda, se cassado o direito de dirigir, gerando perigo de dano. Dano qualificado ao patrimônio público da União.

Outro caso
Há cerca de duas semanas, situação semelhante aconteceu com policiais rodoviários federais em Rio Verde, em que um homem com passagens criminais anteriores, foi flagrado dirigindo completamente bêbado, fora de controle e agrediu a equipe policial. Em ambos os casos, os motoristas eram inabilitados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.