Embaixador do Brasil na Arábia Saudita elogia missão comercial liderada por Marconi

Prestes a iniciar missão comercial no Líbano, governador afirma que as missões propiciam ativar a economia e, consequentemente, a geração de empregos

Missão na Arábia Saudita terminou na última quinta-feira (2)

O embaixador do Brasil na Arábia Saudita, Alberto Luiz Pinto Coelho Fonseca, fez um apanhado da missão comercial do governo de Goiás àquele país e disse que o governador Marconi Perillo (PSDB) conseguiu mostrar, com êxito, a pujança do Estado, e ampliar as perspectivas de negócios e investimentos futuros.

“Essa visita também contribui não só para a ampliação das relações bilaterais entre o Brasil e Arábia Saudita, mas também entre o Estado de Goiás, com sua pujante economia, em vários setores e a Arábia Saudita”, disse o embaixador.

Depois de ter encerrado nesta quinta-feira (2/3) a missão comercial nos Emirados Árabes e na Arábia Saudita, e prestes a começar a missão comercial no Líbano, o governador  pontuou que as palavras do embaixador são um alento para o esforço que o governo vem fazendo no intuito de apresentar as potencialidades do Estado e prospectar novos investimentos, que vão ajudar em muito o desenvolvimento goiano.

Foco no bem-estar

Marconi afirmou hoje que o bem-estar das pessoas é uma das principais causas das missões comerciais. Conforme pontuou, ao abrir espaços para Goiás no mundo, o governo estadual busca atrair investimentos que vão melhorar a economia e, consequentemente, a vida dos cidadãos goianos, com o aprimoramento dos setores essenciais para a população goiana.

“O bem-estar das pessoas é a causa principal dessas missões. É abrir espaços no mundo inteiro para que Goiás se torne conhecido, para que os investimentos venham, para que possamos ter mais compradores dos nossos produtos e possamos ter mais empregos. Isso acaba significando um grande círculo virtuoso em prosperidade e em desenvolvimento que impacta na economia, na infraestrutura, e acaba também viabilizando mais recursos para o governo do Estado investir em áreas essenciais”, afirmou o governador.

Ele destacou que as missões comerciais realizadas até hoje — somente na atual gestão já foram dez — influenciam no aumento no PIB, das exportações “e, consequentemente, no mais importante, nos empregos”, considerou.

O governador também assinalou que, além do setor econômico, outras áreas de Goiás são apresentadas nas missões. Na Arábia Saudita, conforme pontuou, pôde discutir com o ex-ministro da economia daquele país a experiência com as Organizações Sociais nos hospitais e também a do ConectaSus.

“Eles ficaram bastante impressionados e me pediram para enviar um VT com informações sobre o que nós estamos fazendo em termos de avanços na área da Saúde, para que depois eles definam uma missão para visitar in loco os nossos hospitais e conhecer a nossa tecnologia avançada na área de saúde, que é hoje um modelo para o Brasil”, declarou.

A Missão Comercial do Governo de Goiás ao Oriente Médio acumulou vários resultados positivos, entre eles o de que investidores sauditas demonstram interesse em apostar na expansão do etanol e do açúcar no Brasil. A economia da Arábia Saudita vive um momento de expansão e busca maior presença no cenário econômico mundial.

O governador afirmou que o Estado de Goiás está aberto aos investimentos estrangeiros voltados para o desenvolvimento da economia e da infraestrutura do Estado. Ele citou, entre outras prioridades, o trem da passageiros Goiânia-Brasília e o Aeroporto de Cargas de Anápolis. “Voltaremos em breve à Arábia Saudita para dar continuidade a essas conversações e as manteremos no Brasil através de nossas representações”, disse Marconi.

A comitiva governamental dá início neste sábado (4) à primeira agenda da missão comercial no Líbano, que vai se encerrar na próxima segunda-feira (6). (Com informações do Gabinete de Imprensa do Governador de Goiás)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.