Em uma encruzilhada partidária, Mendanha só terá apoio de Braga se não caminhar com Marconi

Prefeito de Aparecida tentou filiação PSD, PP e PL e chegou até mesmo a conversar com PSB e PT; sem espaço e com dificuldade de articulação, tende a ir para o Patriota

Há seis meses das eleições de 2022, o destino de Gustavo Mendanha (sem partido) pode finalmente estar prestes a ser traçado. Isso porque, após o prefeito de Aparecida – que deve renunciar ao cargo no dia 30 de março para disputar o Governo de Goiás – tentar caminhar com o PSD, PP e PSL e ter chegado a conversar até mesmo com o PSB e o PT, Mendanha deve acabar no Patriota. Isso, no entanto, depende de um afastamento do ex-governador Marconi Perillo (PSDB). O ex-emedebista se aproximou do arquirrival da legenda em Goiás após perder espaço para Vítor Hugo no PL, que se consolida como candidato do presidente Jair Bolsonaro (PL) no Estado.

Apesar da insatisfação que a aproximação de Mendanha e Marconi criou junto ao Patriota, Jorcelino Braga, presidente da sigla em Goiás, disse ao Jornal Opção que a legenda ainda está disposta a lançar o prefeito de Aparecida como candidato ao Governo de Goiás. Gustavo já manifestou publicamente interesse em se filiar a sigla, no entanto, a composição partidária ainda é uma condicionante. “Ele já confirmou que tem interesse em se filiar ao Patriota, mas temos primeiro que pensar na composição partidária. Temos que ver o que mais soma com a campanha”, explicou Braga. Anteriormente, Jorcelino já havia dito não ter rompido com o prefeito, apesar de reconhecer que houve desgaste por causa de Marconi. “Tenho compromisso com o Gustavo”, assinalou.

Braga reforçou que essa composição partidária depende dos diálogos empreendidos pelo próprio Mendanha, que tem conversado com diversas siglas de centro, inclusive com o próprio Marconi, presidente do PSDB em Goiás. A possibilidade de um rompimento entre Mendanha e Braga, inclusive, veio dessa aproximação do prefeito de Aparecida com Marconi. A presidente do PSDB goianiense, Aava Santiago, chegou a confirmar ao Jornal Opção sobre as conversas entre Mendanha e Marconi. Segundo ela, os dois políticos têm muito em comum.

No entanto, ainda que Braga ressalte o compromisso com Gustavo, já é sabido da posição do marqueteiro e empresário quanto ao ex-governador: a de pouca simpatia. Apesar de descartar a possibilidade de romper com Mendanha, Braga também chegou a admitir ter iniciado conversas com o pré-candidato ao governo – consolidado como o candidato de Jair Bolsonaro (PL) -, Major Vitor Hugo. “Conversei com Major Vitor Hugo, falei para ele do compromisso que tenho com Gustavo Mendanha. Conversamos longamente, se mostrou um político inteligente, muito bem-preparado e com amplo conhecimento da vida e da política”, relatou Braga.

Além disso, sob rumores de possível reaproximação de Braga com Ronaldo Caiado (União Brasil), Braga relevou ter recebido uma ligação do governador de Goiás, onde Caiado teria solicitado uma conversa com o marqueteiro. “Eu recebi uma ligação dele falando que queria conversar comigo e eu disse que eu estava a disposição para falarmos no meu escritório”, contou.

A demora de Mendanha para oficialmente escolher uma sigla chegou a ser criticada por especialistas políticos, que poderia fazer com que Mendanha perdesse espaço no pleito. É preciso lembrar, como foi adiantado pelo Jornal Opção, que a filha do ex-governador de Goiás, Iris Rezende, Ana Paula Rezende, por exemplo, descartou a possibilidade de concorrer à vice de Mendanha; ainda que ele tenha caracterizado a possibilidade de composição com a filha do prefeito como um ‘sonho’. “Uma pessoa que tenho um sonho, que seria muito bom ter [como vice], é a Ana Paula, filha do nosso querido líder Iris Rezende”, contou Gustavo Mendanha em live nas redes sociais. No entanto, Ana Paula Rezende e a mãe dela, a ex-deputada Íris de Araújo, já declararam publicamente apoio ao projeto de reeleição de Caiado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.