Em um mês, UPA de Senador Canedo recebe 2 mil pacientes de Goiânia

Aumento de 100% seria reflexo de redução no atendimento na região Leste da Capital. SMS de Goiânia afirma que não houve restrições

A restrição no atendimento de urgência no Cais Novo Mundo, que passa por reforma, segue causando sobrecarga de demanda na cidade vizinha Senador Canedo, conforme noticiado pelo Jornal Opção na terça-feira, 4.

Relatório da Secretaria de Saúde de Senador Canedo aponta que, em um mês, a Unidade de Pronto Atendimento da cidade registrou mais de 2.017 atendimentos de moradores de Goiânia.

Mesmo com os dados, funcionários do Cais Novo Mundo dizem que migração não existe e que pacientes menos graves estão sendo encaminhados para outras unidades da região Leste de Goiânia.

Em resposta à reportagem publicada na terça-feira a Secretaria Municipal  de Saúde de Goiânia (SMS) informou que não havia paralisação de atendimento em nenhuma unidade de atendimento da região.

“O Distrito leste reúne nove Centros de Saúde da Família, 02 Centros de Saúde e 03 Cais. O Cais Novo Mundo, por exemplo, está funcionando normalmente e passa por uma reforma para proporcionar ainda mais qualidade ao atendimento aos usuários”, afirmou a SMS em nota.

Apesar disso, em visita ao Cais, nesta quarta-feira, 5, que passa por reforma há mais de 15 dias, funcionários que não quiseram ser identificados afirmam que há apenas um clínico geral para atender casos mais graves, aqueles com classificação amarela ou vermelha. Já os pacientes com classificação verde são orientados a procurar atendimento no Cais Aroeira e Chácara do Governador.

Sala de espera Cais Novo Mundo | Foto: Luiz Phillipe Araújo/ Jornal Opção

Entretanto, apesar da alegação de remanejamento no atendimento, o relatório da Secretaria de Saúde de Senador Canedo aponta aumento de 100% na demanda por atendimento de goianiense na unidade. Enquanto a sala de espera da urgência do Novo Mundo está vazia, na UPA de Senador Canedo faltam cadeiras para pacientes na fila de espera.

Longa espera

Na chegada da reportagem à UPA canedense foi possível verificar a presença de moradores da região Leste da capital que se deslocaram em busca de atendimento, confirmando assim o relatório.

Entre as goianienses à espera de atendimento, dona Margarida Bonfim, 78 anos, que mora no bairro Parque das Amendoeiras, na região Leste, disse que precisou encontrar atendimento na cidade vizinha após receber a notícia que só seria atendida no Cais Amendoeiras em um prazo de 10 dias.

“Eu não posso esperar, estou sentido dormência nos braços. Fico com medo de ser algo mais grave”, desabafou dona Margarida. Ela informou ainda que foi a primeira vez que precisou procurar atendimento fora de Goiânia.

Finalização das obras

Os funcionários que trabalham na reforma informaram que a previsão é que as obras devem ser encerradas no dia 17 de junho.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.