Em sessão extraordinária, Assembleia aprova repactuação de dívidas de Goiás

Depois da votação, presidente da Casa e líder do governo enalteceram presença dos parlamentares e importância das matérias

Na última sessão extraordinária da convocação do governador Marconi Perillo (PSDB), a Assembleia Legislativa aprovou em segunda votação as três matérias sobre a repactuação de dívidas do Estado com a União, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Caixa Econômica Federal (CEF). Agora, elas seguem para sanção do tucano.

A convocação extra foi aberta na última sexta-feira (14/7), quando os projetos foram votados na Comissão Mista e, mais tarde no mesmo dia, no Plenário da Casa. Nesta segunda-feira (17), o presidente da Assembleia, deputado estadual José Vitti (PSDB), agradeceu a presença dos parlamentares para votarem as matérias: “Estes projetos são importantes não só para o Governo, mas para toda a população do Estado”.

O líder do governo, deputado Francisco Oliveira (PSDB), também ressaltou a importância dos projetos. “Em um primeiro momento, o governo não pensava em aderir a este programa do Governo Federal de dilatação da dívida, mas depois os técnicos fazendo as contas viu que teríamos uma economia de quase R$ 70 milhões e meio”, explicou ele.

“Quero agradecer a todos os parlamentares que atenderam nosso apelo e também à oposição, que não só participou do quórum mas também fez um debate com os técnicos da Sefaz [Secretaria da Fazenda] para terem consciência do que estavam votando e isso foi muito importante, porque conseguimos inclusive a votação deles”, acrescentou Francisco.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.