Em sabatina maçante, Henrique Meirelles foge de associação ao governo Temer

Candidato a presidente do Brasil pelo MDB insistiu em dizer que é ficha limpa e que não tem ligação com corrupção

Henrique Meirelles em Goiânia | Foto: Arquivo/Jornal Opção

Depois de diversos presidenciáveis terem sido sabatinados pela Record TV nos últimos dias, foi a vez do candidato do MDB, Henrique Meirelles, responder à perguntas nesta quarta-feira (22/8). A entrevista, como as demais, durou 15 minutos, mas pareceu durar mais pela forma lenta e pausada como o emedebista conduzia as respostas.

Com o pouco tempo e a demora em formar réplicas claras e objetivas aos jornalistas, Meirelles se propôs a reforçar que é um candidato ficha limpa e, ao responder a pergunta se é um candidato do governo, ele disse que “é um candidato da sua própria história” e que não é ligado a corrupção.

O presidenciável também não perdeu a chance de citar Lula, que é líder nas pesquisas, ao lembrar que foi seu ministro da economia e que, naquela ocasião, ajudou a empregar “milhões de brasileiros”.

Com as citações ao ex-presidente, os jornalistas se sentiram confortáveis em dizer se Meirelles daria indulto ao petista, se eleito. O candidato se esquivou das respostas e logo teve seu tempo encerrado, concluindo que acredita que será escolhido pelo povo em outubro.

Agora, para as próximas sabatinas feitas pela emissora, faltam apenas três candidatos. Os programas acontecem ao vivo, às 19 horas. Confira a agenda:

Candidato do PT (É provável que seja Haddad): quinta-feira (23/08)

Álvaro Dias – Podemos: sexta-feira (24/08)

Marina Silva – Rede Sustentabilidade: segunda-feira (27/08)

Deixe um comentário