Em Rio Verde, Zé Eliton ressalta investimentos e parcerias que alavancam agronegócio goiano

Vice-governador pontua ações do governo do estado para melhoria das condições de trafegabilidade das rodovias estaduais, o que facilita o transporte da produção

O vice-governador e coordenador geral do Goiás na Frente, Zé Eliton, acompanhou o governador Marconi Perillo na manhã desta terça-feira (30/01), em Rio Verde, durante o lançamento do custeio antecipado da safra 2018/2019, solenidade que contou com a presença do presidente da República, Michel Temer, e do ministro da Agricultura, Blairo Maggi.

Na ocasião, Zé Eliton afirmou que “produtores goianos contam com esforços conjuntos do governo de Goiás e da União para alavancar agronegócio”

De acordo com Zé Eliton, os recursos disponibilizados são importantes para que os agricultores adquiram os insumos necessários à produção de grãos, uma vez que a agricultura é forte motor da economia goiana. A região de Rio Verde é celeiro de grãos do país.

O evento contou, ainda, com as presenças dos ministros goianos Henrique Meirelles (Fazenda) e Alexandre Baldy (Cidades), além de Helder Barbalho (Integração). Deputados Heuler Cruvinel e Daniel Vilela (federais), e Jean Carlo e Lissauer Vieira (estaduais), além de prefeitos vizinhos e vereadores também compareceram.

Zé Eliton citou como exemplo de esforços conjuntos entre a União e o estado os investimentos na malha rodoviária, responsável pelo escoamento de tudo o que é produzido em Goiás. “O governo investiu muito nos últimos anos para que os agricultores dispusessem hoje de rodovias em boas condições para transportar suas produções”, relatou.

Safra 2018/2019

Neste ano, o Banco do Brasil deverá liberar cerca de R$ 12,5 bilhões para pré-custeio da safra agrícola de 2018/2019 em todo o país. No ano passado, o Banco liberou R$ 12 bilhões. O financiamento antecipado será liberado a partir do próximo mês e deverá beneficiar principalmente as culturas que são plantadas no verão, como a soja, o milho, o arroz, o café e a cana-de-açúcar.

Com recursos antecipados, os agricultores poderão comprar insumos como sementes, fertilizantes, o que viabiliza melhores condições de entendimento entre os produtores e os fornecedores, ao mesmo tempo em que amplia a expectativa positiva de aumento da área plantada.

Segundo o vice-presidente do Banco do Brasil, Tarcísio Hubner, há possibilidade de o banco liberar mais do que o anunciado, porque as margens de lucro dos produtores estão apertadas, e eles tendem a buscar mais as linhas de pré-custeio para a compra dos insumos.

Hubner afirmou, ainda, que, se o clima contribuir para o desenvolvimento das lavouras, o Brasil colherá sua segunda maior safra de grãos, prevista pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em 227,9 milhões de toneladas, atrás da do ano passado, que foi recorde, com 237,7 milhões de toneladas.

A previsão é de que o agronegócio será alavancado e haverá necessidade de recursos de diversas fontes. O valor para pré-custeio deve ser o maior já liberado pelo Banco do Brasil.

Atrelada ao anúncio do pré-custeio está a redução do prazo de amortização do débito de 18 para 14 meses. Quem contratar os recursos em fevereiro terá de pagar até, no máximo, em abril do ano que vem.

Em abril, boa parte da colheita da soja costuma estar concluída no país, o que dá condições aos produtores rurais para quitar dívidas. O prazo menor não deve desestimular a tomada de recursos, na avaliação do executivo do BB.

O montante a ser tomado pode ser destinado pelo produtor à compra de parte dos insumos para a safrinha deste ano. Da mesma forma, pode ser tomado para complementar a aquisição de insumos para a segunda safra de trigo, o giro da pecuária e lavouras de cana-de-açúcar.

O Banco do Brasil espera maior demanda, ainda, ao longo do ano, por recursos para investimentos em armazenagem, irrigação, integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), instalações para produção de energia solar e, principalmente, máquinas e implementos agrícolas.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.