Em reuniões com ministros, Marconi busca recursos para Saúde e Esporte

Aumento da participação do governo federal no custeio do Hugol e recursos para construção de 100 campos de futebol society em Goiás dominaram as pautas

O governador Marconi Perillo (PSDB) participou, nesta quinta-feira (6/4), em Brasília, de reunião com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, a quem solicitou recursos para o aumento da participação federal no custeio do Hospital de Urgências Governador Otávio Lage (Hugol) e ajuda para a conclusão dos hospitais Águas Lindas e Santo Antônio do Descoberto.

Acompanhado pelo senador Wilder Morais (PP) e pelo secretário estadual da Saúde, Leonardo Vilela, Marconi solicitou também auxílio para aumentar as equipes que fazem o atendimento primário de Saúde da Família e para ampliação da chamada Rede Cegonha, com a promoção de atendimento humanizada na gravidez e no parto das mulheres em Goiás.

O governador deixou a reunião otimista: “O ministro ficou de dar rapidamente uma resposta para nossos pleitos, que inclui a compra de equipamentos para os dois hospitais, e também para os AMES (Ambulatórios Médicos de Especialidades) e Credeqs (Centro de Referência e Excelência em Dependência Química), que estão em construção”, declarou.

Wilder Morais afirmou que o ministro Ricardo Barros demonstrou estar sensível ao pedido da repactuação dos recursos federais para o custeio do Hugol – hoje no valor de R$ 2,5 milhões. “Havia um compromisso, desde a época da ex-presidente Dilma [PT], de passar para R$ 7 milhões”, declarou.

Cem campos society

Em seguida, o governador foi recebido no Ministério do Esporte pelo ministro Leonardo Picciani. Na pauta, o reforço ao pedido feito ano passado de um aporte do governo federal para a construção de 100 campos de futebol society em Goiás. Além do senador Wilder Morais, Marconi estava acompanhado pelo deputado federal, Alexandre Baldy (PTN), pelo superintendente executivo de Esporte e Lazer do Estado de Goiás, Júnior Vieira, e pelo secretário extraordinário, Lucas Calil (PSL).

Alexandre Baldy afirmou que, apesar do governo de Michel Temer (PMDB) viver um momento de reorganização das contas públicas, o pedido deve ser atendido, mas de maneira escalonada, com uma parte este ano e outra em 2018. “Cabe a nós, parlamentares, agora, cobrar, para que o Ministério do Esporte, na medida em que o orçamento for sendo liberado, executado, para que o ministro consiga atender a esse pleito de Goiás e do governador Marconi com toda bancada para o benefício de todos os cidadãos”, afirmou.

Baldy ressaltou que os campos distribuídos pelos municípios ajudarão não apenas para que Goiás continue sendo um celeiro de craques do futebol brasileiro, mas sobretudo para difundir o esporte entre as crianças e jovens, como forma de diminuir a possibilidade de que cresçam perto das drogas e da criminalidade. “Importante para que nossas crianças e adolescentes possam praticar um esporte saudável, para possam não ter acesso ao mundo da criminalidade”, observou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.