Em queda de avião, piloto goiano morre em Mato Grosso do Sul

História mal contada ainda é alvo de investigações pela Polícia Civil regional

Na quinta-feira (29/11), uma aeronave caiu em Naviraí, Mato Grosso do Sul, a 366 km da capital Campo Grande. Neste sábado (1º/12), o corpo do goiano Gustavo Henrique da Silva, de 23 anos, foi identificado como o piloto do avião, que não sobreviveu à queda.

De acordo com o delegado regional da Polícia Civil, Claudinei Galinari, a história ainda será apurada. Até então, sabe-se que o proprietário da aeronave, uma RV10 Experimental de Prefixo PP-ZDS, se chama Tiago Ferreira dos Santos e também é de Goiânia.

O proprietário disse à polícia que o avião havia sido emprestado para Gustavo. O piloto ia até Guairá, no Paraná, para buscar um motor.

A aeronave foi encontrada caída no Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema, em Naviraí. Segundo o delegado, Tiago havia mandado duas pessoas buscarem o avião, quando, então, eles a encontraram caída e o piloto morto. Ambos, no entanto, apenas mandaram foto para o proprietário e não comunicaram à polícia, o que o delegado estranhou.

A investigação se iniciou neste sábado (1º/12), quando um morador da região encontrou o avião caído. Suspeita-se que o acidente tenha ocorrido na quinta-feira (29/11). O proprietário da fazenda onde a aeronave foi encontrada ainda deve ser ouvido pela polícia.

Segundo perícia preliminar, mais três pessoas estavam no avião, no momento da queda, porém só o piloto foi encontrado. Os outros, segundo a polícia, podem ter fugido, sem prestar-lhe socorro.

Gustavo morava em Crixás e havia disputado a eleição para vereador da cidade em 2016.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.