Em pronunciamento, Caiado mostra indignação com ausência de pessoas na aplicação da 2ª dose da vacina contra a Covid

Nesta segunda-feira, foi dado início a aplicação das 266,8 mil doses, destinadas a segunda etapa da imunização, recebidas na última semana

Governador Ronaldo Caiado (DEM) em pronunciamento durante lançamento de campanha da Acieg, Todos Por Elas. | Foto: Captura de tela da transmissão ao vivo

O governador do Estado de Goiás utilizou, na manhã desta quarta-feira, 7, seu tempo de pronunciamento no lançamento da campanha Todos Por Elas para ressaltar a importância de que as pessoas se direcionem aos postos de saúde para tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19. O projeto do evento em questão é da Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás (Acieg) e se trata de uma plataforma com conteúdos educativos e interativos em combate a violência de gênero.

Em seu discurso, Caiado não escondeu a indignação quanto a ausência de pessoas na aplicação da segunda dose da vacina contra o coronavírus durante esta semana, em que 266,8 mil novos imunizantes chegaram no estado para realização desta etapa da vacinação. “A ausência de pessoas é inexplicável, sendo que a data da segunda dose fica marcada no cartão de vacina quando ela toma a primeira”, diz.

O pedido pela responsabilidade da população é reforçado quando o chefe do Executivo Estadual menciona conversa que teve nesta terça-feira, 6, com sua colega de profissão, a médica cardiologista Ludhmila Hajjar, onde a preocupação quanto a nova variante e o visível descuido na proteção contra o vírus predominou.

“Ela foi clara ao dizer que nunca viu nada igual. Nunca vi tamanha rapidez em agravamento de casos. A pessoa chega com 10%, 15% de comprometimento pulmonar, no outro dia já está intubado e logo já não tem função renal, tem um colapso cardiovascular e evolui a óbito”, completa.

Caiado explica que, neste momento, a luta pela vacina é primordial, mas para que ela tenha efeito, tomar a segunda dose é crucial. “Só a primeira dose não é suficiente para completar a imunização. Nos ajudem, nos auxiliem nisso”, acrescenta. Como apelo, ainda pediu apoio das lideranças municipais na realização de campanhas que movimentem a população a realizar a aplicação da segunda etapa da vacinação contra a Covid-19.

2ª dose da imunização em Goiás

Na última sexta-feira, 2, foram recebidas mais de 266,8 mil doses de vacina contra o novo coronavírus em Goiás, que foram entregues no almoxarifado central da Secretaria de Estado de Saúde de Goiás (SES-GO). Ao todo, chegaram em Goiás 25 mil doses da vacina AstraZeneca, desenvolvida pela Universidade de Oxford, que está sendo aplicada naqueles que receberam a primeira dose do imunizante há três meses, e mais de 241 mil da Coronavac, entregues pelo Instituto Butantan. As doses da vacina desenvolvida em parceria com o laboratório chinês Sinovac estão sendo tomadas por aqueles que receberam a primeira etapa há 28 dias.

Durante o recebimento do imunizante, o governador explicou que a vacinação seguiria o calendário definido pelo Ministério da Saúde (MS). “Essa remessa toda será utilizada aos dois últimos lotes de primeira dose que foram aplicados. Tanto a Astrazeneca quanto a Coronavac. Nesse momento, não aplicaremos primeira dose nem nas forças de segurança, nem nenhuma outra faixa etária”, explicou.

A aplicação das segundas doses, que está sendo aplicada em idosos acima de 75 anos, na capital goiana, foi iniciada na última segunda-feira, 5.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.