Em parceria com São Paulo, Polícia Civil investiga locações fraudulentas de veículos de luxo trazidos para Goiás

Criminosos realizavam a falsificação dos documentos do veículo e posteriormente comercializavam a terceiros de boa-fé

Foto: Reprodução

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) e a Polícia Civil do Estado de São Paulo (PCSP)  deflagraram na manhã desta quarta-feira, 29,  a Operação Fraudare. Os agentes investigam locações fraudulentas de veículos de alto valor trazidos para Goiás.

Os policiais cumprem 18 mandados de prisões temporárias e três mandados de buscas e apreensões. Ao todo, 80 policiais participam da operação.

Segundo informações divulgadas pela PCGO, após os envolvidos trazerem os veículos para Goiás, aqui eram realizadas as falsificações dos documentos. Em seguida, em curto espaço de tempo, os veículos eram transferidos para nomes falsos e posteriormente comercializados a terceiros de boa-fé.

As vítimas pagavam o valor de mercado e futuramente descobriam que se tratava, na verdade, de um produto de crime. A Polícia Civil diz que a investigação descobriu que 10 carros passaram por tal processo.

A polícia cumpre mandado de prisão contra os investigados que estão nas cidades Goiânia-GO, Abadiânia-GO, Anápolis-GO, Rio Verde-GO, Uruaçu-GO, Brasília-DF, Osasco-SP e São Paulo-SP. Além disso, houve também bloqueio de bens e valores na ordem de R$ 1 milhão.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.