Em parceria com organizações sociais, Governo de Goiás inicia distribuição de marmitas para migrantes venezuelanos

São cerca de 150 pessoas, entre adultos, idosos e crianças, que passarão a receber a marmita durante toda semana

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds) e da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), iniciou a distribuição de marmitas produzidas pela unidade do Restaurante do Bem de Campinas. Os alimentos são destinados aos migrantes indígenas venezuelanos da etnia Warao, refugiados da Venezuela e que chegaram a Goiânia no início deste ano. 

São cerca de 150 pessoas, entre adultos, idosos e crianças, que passarão a receber a marmita durante toda a semana. A distribuição das refeições é feita pelas equipes da Seds e da Pastoral do Migrante em três pontos distintos nas imediações da Rua 44, na região central de Goiânia. 

O superintendente de Direitos Humanos da Seds, João Bosco Rosa, afirmou que essa parceria com a OVG deve minimizar as dificuldades que os refugiados enfrentam ao deixar o país de origem. “Os indígenas, que já sofrem com a mudança de local, deixando sua terra natal para sobreviver em outro país e ainda com a barreira do idioma, merecem nossa atenção e proteção”, ressaltou João Bosco.

A diretora-geral da OVG, Adryanna Melo Caiado, destacou que existem 13 unidades do Restaurante do Bem no Estado, sendo que a de Campinas fornece 1.500 refeições por dia.

“É gratificante saber que estamos contribuindo com uma ação que garantirá comida de qualidade para essas pessoas que vieram de tão longe, fugindo de dificuldades e necessidades, em busca de uma vida melhor”, disse Adryanna Melo Caiado. 

Combate à fome

Segundo a secretária de Desenvolvimento Social de Goiás, Lúcia Vânia, a situação dos venezuelanos Warao está exposta nas ruas e nos sinais da capital e região metropolitana. “São pessoas que saíram dos seus territórios buscando a proteção em nosso país. Estamos fortalecendo a rede de atenção ao migrante em Goiás, e essa ação da OVG com a Seds é um alento para essas famílias”, disse.

A presidente de honra da OVG e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais, primeira-dama Gracinha Caiado, reforçou que, com o apoio do Governo de Goiás, a instituição tem amparado os mais vulneráveis em todo o Estado. “O combate à fome está entre as principais ações que temos realizado. A nossa atenção está totalmente voltada para aquela parcela da população que mais precisa e que nem sempre tem condições de ter o básico, como um prato de comida”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.