Em nota, Seduce lamenta nova invasão de sede

Integrantes do MST ocuparam a sede da secretaria no último domingo (14/2) em protesto contra a gestão compartilhada por OSs

A Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) publicou na noite do último domingo (14/2) uma nota oficial em repúdio a invasão de sua sede administrativa por integrantes do Movimento de Trabalhadores Sem Terra (MST), alegando que, apesar de respeitar o direito à livre manifestação, repudia atos unilaterais e que a invasão desrespeita o acordo já feito com o grupo.

Na tarde de domingo, os manifestantes chegaram à sede da secretaria em ônibus com equipamentos de acampamento e alimentos com o objetivo de se juntar aos manifestantes contrários ao programa de gestão compartilhada de escolas com Organizações Sociais (OSs) que estão acampados no pátio do órgão.

Segundo a secretaria, o acordo feito com a Seduce e a Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP) era de não ampliar a invasão da sede da secretaria, sob pena de prejuízo para a aplicação do ano letivo.

“A secretaria esclarece ainda que respeita o direito à livre manifestação, mas repudia atos unilaterais, que desrespeitam pais, alunos e professores”, afirma a publicação.

Confira na íntegra a nota da Seduce:

Nota Oficial: Repúdio à nova invasão da Seduce

A Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) lamenta a invasão na tarde deste domingo(14/2) de sua sede administrativa por manifestantes do Movimento de Trabalhadores Sem Terra (MST), mesmo após acordo feito com o grupo que já está ocupando a secretaria desde o último dia 26. A secretaria esclarece ainda que respeita o direito à livre manifestação, mas repudia atos unilaterais, que desrespeitam pais, alunos e professores. Desde o início do projeto de melhoria da gestão das escolas por meio de organizações sociais, a Secretaria de Educação esteve aberta ao diálogo e promoveu inúmeros debates e encontros para esclarecimento da sociedade. Reiteramos o nosso compromisso em melhorar a qualidade do ensino em Goiás e nossa disposição em dialogar com a sociedade, principalmente com pais, alunos e professores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.