Em menos de 24 horas, duas mulheres são mortas a facadas em Goiás

Suspeitos são companheiros das vítimas 

Foto: Reprodução

Em menos de 24 horas, duas mulheres foram mortas a facadas em Goiás. Nos dos casos, que aconteceram em Goianésia e em São Luiz de Montes Belos, os suspeitos dos crimes são os companheiros das vítimas.

Em Goianésia, o dono de uma borracharia de 65 anos é suspeito de matar a mulher, Maria da Graça Santos, de 53 anos, neste sábado (1º/9), dentro de casa. Segundo a Polícia Civil, em seguida, Hermes Peixoto de Melo escreveu uma carta e se matou.

Em São Luiz, Karyta Augusto Rodrigues dos Santos, de 18 anos, foi encontrada morta, com várias facadas, neste sábado (1º), na casa em que morava. O suspeito de cometer o crime é o companheiro da vítima, o segurança Valdivino de Jesus Damas, de 50 anos, que ainda não foi localizado.

A suspeita é que a vítima tenha sido morta por volta na noite de sexta-feira (31/8), quando vizinhos escutaram uma briga do casal.

Outro caso

Na quinta-feira (30/8), um homem foi preso em flagrante suspeito de matar a namorada por ciúmes, em Goianira. De acordo a Polícia Miliar, o suspeito disse que queria ver o celular da moça, mas ela não deixou, então, ele atirou pensando que a arma estava descarregada.

João Carlos dos Reis Arantes, de 32 anos, ainda tentou socorrer Mônica Gonzaga Bentavinne, de 22, após ela ter sido baleada na cabeça, mas ela não resistiu.

Deixe um comentário