Em meio à pandemia de coronavírus, Congo registra surto de ebola

Foram identificadas seis pessoas contaminadas, das quais quatro morreram em decorrência da doença

Vírus causador da doença ebola. Foto: Reprodução.

Nesta segunda-feira, 1, a República Democrática do Congo confirmou um novo surto de ebola, que acontece durante a pandemia do coronavírus, que já infectou 3,1 mil pessoas e matou 71 no país.

“O novo surto de ebola representa um desafio, mas estamos prontos para enfrentá-lo”, tuitou a diretora regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a África, Matshidiso Moeti.

A região afetada é a cidade de Mbandaka, na província de Équateur, no Noroeste do país, um centro comercial  próximo ao rio Congo com 1,5 milhão de pessoas. Foram identificadas seis pessoas contaminadas, das quais quatro morreram em decorrência da doença.

Este é o 11º surto de ebola no país desde que o primeiro registro do vírus, em 1976. Na última epidemia, cerca de 3,4 mil pessoas foram infectadas e 2,2 mil morreram, segundo a OMS. Para declarar fim do surto, é necessário que se transcorram 42 dias sem o registro de nenhum novo caso.

O vírus da ebola causa febre hemorrágica, vômito e diarreia e é transmitido por meio de fluídos corporais de pessoas e animais contaminados. A taxa de mortalidade é de 90%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.