Em meio a guerra interna do PSDB, João Doria insiste em agenda presidencial em Goiás

Nova agenda é semelhante à prevista para 28 de abril que foi adiada após a internação do ex-governador Marconi Perillo

Em meio a disputa interna do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) para a escolha do candidato à Presidência, o ex-governador de São Paulo João Doria visita nesta sexta-feira, 20, o Estado de Goiás. Nesta manhã, ele cumpre agenda no Santuário Basílica do Divino Pai Eterno e, na sequência, na Vila São Cottolengo, em Trindade. À tarde, o pré-candidato ao Palácio do Planalto se reunirá com lideranças do PSDB goiano, em Goiânia. O ex-governador Marconi Perillo (PSDB) o acompanha.

Conforme antecipado pelo Jornal Opção, o ex-governador de São Paulo decidiu suspender uma entrevista coletiva que daria a imprensa goiana após encontro com correligionários na Capital. A opção ocorreu após notícias de que a pré-candidatura dele está sendo descartada pela cúpula nacional do partido, em detrimento ao nome da senadora Simone Tebet (MDB). Pesquisas têm mostrado alta rejeição do eleitorado ao nome de Doria.

No entanto, há meses o tucano tem declarado que vem sofrendo com “fogo amigo” e acusou o presidente da sigla, Bruno Araújo, de “tentativa de golpe” por querer mudar as decisões das prévias partidárias de novembro do ano passado, no “tapetão”.

A nova agenda é semelhante à prevista para 28 de abril que foi adiada após a internação do ex-governador Marconi Perillo (PSDB), que passou quatro dias internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, devido a uma arritmia cardíaca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.