Em Luziânia, Marconi entrega estação da Celg G&T que garantirá energia de qualidade

Prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin destaca que “o Tempo Novo, que tanto fez por Goiás, jamais envelhece”

Marconi Perillo em Luziânia – Subestação de Energia Elétrica | Foto: Marco Monteiro

O governador Marconi Perillo inaugurou o Compensador Estático de Tensão Reativa, na manhã desta quarta-feira (28/3), em Luziânia (Km 29 da BR-040), obra construída pela Celg Geração e Transmissão (Celg GT) com recursos do Tesouro Estadual, orçada em R$ 96,5 milhões. “Sem energia as empresas não investem nas cidades, e nós estamos dando essa garantia. Essa é uma das maiores obras públicas de energia elétrica do País, com quase R$ 100 milhões investidos”, assinalou Marconi.

“O Compensador Estático é uma obra gigantesca, tanto do ponto de vista físico, como de potencial. Para se ter uma ideia, vamos atender 1,5 mil pivôs centrais na região. Esse dinheiro daria para recapear todas as ruas de Luziânia, todo o Jardim do Ingá ou construir um Hospital Regional nos moldes do de Valparaiso”, observou.

O Compensador Estático vai manter constante a tensão em seus terminais pelo ajuste contínuo da potência reativa que ele troca com o sistema, mantendo a estabilidade da oferta de energia elétrica para indústrias, empresas e residências, evitando oscilações bruscas que podem culminar na danificação de máquinas e eletrodomésticos.

A obra vai possibilitar, além do consumo local, a exportação de energia elétrica da Região Norte do País para o Sudeste e Centro-Oeste. “Poucos gestores investem tanto nessa área quanto Marconi Perillo, que pra mim representa um divisor de águas na história de Goiás porque ele administra com amor, com o coração voltado para as demandas das pessoas, de cada região do Estado”, comentou o prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin. Ele destacou ainda que “o Tempo Novo, que tanto fez por Goiás, jamais envelhece”.

O governador divulgou os números da Celg GT que colocam a empresa entre as melhores do País: “a Celg GT tem patrimônio líquido de R$ 890 milhões, apenas 189 funcionários e faturamento de R$ 140 milhões”, enumerou, acrescentando que é uma empresa modelo.

Relatou que ela já é sócia de quatro usinas de produção de energia elétrica e de linhas de transmissão. “Muitas empresas similares, públicas, estão quebradas. Aqui, com a Celg GT, é diferente porque eu tenho o controle pessoal da empresa, enxuta e administrada pelos melhores profissionais do mercado”, salientou.

É importante destacar que a localização estratégica de Goiás beneficia a integração energética com outras regiões do Brasil. Nesse sentido, a Celg GT, estatal 100% goiana, vem atuando fortemente no planejamento energético nacional, visando o atendimento das demandas, tanto de Goiás, quanto do Sistema Interligado Nacional.

O presidente da Celg G&T, Bráulio Morais, explicou que “essa obra vai estabilizar e garantir o fornecimento de energia de qualidade à Região do Entorno Distrito Federal, de Goiás e do Brasil, o que vai evitar apagões e queda de energia”.

A deputada estadual Lêda Borges elogiou a disposição de Marconi em levar benefícios aos municípios e fazer um trabalho planejado e que garante o desenvolvimento integral do Estado. “Eu não conheço outro governador com a disposição do Marconi Perillo. Ele não mede esforços para estar perto das pessoas, para ouvir o que elas pensam e o que esperam do governo”.

Compareceram, também, Simão Cirineu (Gabinete de Representação de Goiás em Brasília), Pábio Mossoró (prefeito de Valparaíso de goiás), o deputado estadual Diego Sorgatto e o federal Celio Silveira, Sérgio Cardoso (Secretário de Articulação Política) e João Bosco (Presidente da ABC).

Deixe um comentário