Em Hidrolândia, Caiado lança 1.156 moradias a custo zero em 30 municípios goianos

Com investimento superior a R$ 130 milhões, iniciativa integra Programa Pra Ter Onde Morar, fruto da Agehab

O governador Ronaldo Caiado, durante a entrega da primeira casa do conjunto habitacional. Foto: Hegon Corrêa

Nesta quarta-feira, 15, em Hidrolândia, na Região Metropolitana de Goiânia, o governador Ronaldo Caiado, lançou a iniciativa para a construção de casas a custo zero para a população goiana. O investimento, que é superior a R$ 130 milhões, é fruto do projeto que integra a modalidade Construção do programa Pra Ter Onde Morar, da Agência Goiana de Habitação (Agehab).

O projeto é uma parceria entre o Estado, que custeia integralmente as casas com recursos do Fundo de Proteção Social do Estado de Goiás (Protege), e os municípios, que doam terrenos para a construção.

O governador vistoriou o primeiro canteiro de obras do projeto e um modelo de casa que servirá de padrão para a construção das unidades habitacionais, e autorizou o início imediato da construção de 50 residências no município, além de conceder aval para que outros 29 municípios comecem as obras. “Já temos aqui uma pronta, construída, e, assim como esta, teremos mais 1.156 no Estado de Goiás, na primeira etapa”, afirmou o governador.

Para o ex-deputado Daniel Vilela, o programa é um remédio para a ansiedade experimentada pelos prefeitos dos municípios goianos, com a grande demanda habitacional no Estado. “Hoje, o anúncio e entrega da primeira unidade traz um momento de segurança e alívio”, disse.

O governador também sugeriu que o conjunto habitacional homenageie o falecido Iris Rezende. “Já que tem uma pessoa que era muito apaixonada por fazer casas, eu gostaria que vocês dessem o nome de Conjunto Iris Rezende aqui, porque ele é merecedor dessa elegância. É uma responsabilidade muito grande manter viva essa garra e essa determinação que ele tinha”, pediu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.