Em Goiás, 41 pessoas foram presas em flagrante por crimes eleitorais

Balanço divulgado nesta segunda-feira dá conta de mais de 500 registros de ocorrências 

A Polícia Civil prendeu 41 pessoas em todo o Estado de Goiás por crimes eleitorais no último final de semana. Os números foram divulgados nesta segunda-feira (3/10). Além das prisões registradas, outras 530 pessoas foram foram conduzidas à delegacia por crimes eleitorais de menor potencial ofensivo e acabaram sendo liberadas após registro de ocorrência.

“Foram lavrados 391 TCO’s e 39 autos de prisão em flagrante, sendo que em alguns desses procedimentos tivemos mais de um autuado”, explicou o delegado Kleber Leandro Toledo Rodrigues, Coordenador do Núcleo de Análise Criminal e Estatística da Polícia Civil de Goiás.

As regionais que registraram o maior número de TCO’s  foram a 6ª DRP, de Itumbiara, com 64 procedimentos, e a 8ª DRP, Rio Verde, com 51. A maior parte dos flagrantes foram verificados na 3ª DRP de Anápolis, com 19 e na 4ª DRP de Goiás, com 6. Em Goiânia, foram confeccionados 10 TCO’s contra 17 pessoas, mas nenhuma prisão em flagrante.

Das 41 pessoas presas, um grupo de 14 pessoas foram detidas na sexta-feira (30/9), em Inhumas, por compra de votos.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.