Em Goiânia, espaços da mostra Casa Cor viram prédios de grandes construtoras

Local de edição de 2017 foi restaurado para sediar Conselho Estadual de Educação de Goiás, mas o mesmo não aconteceu nos últimos cinco anos

Foto: Reprodução/Instagram

A edição de 2017 da Casa Cor Goiás foi realizada no colégio José Carlos de Almeida, que fica no Centro de Goiânia. Por conta de um acordo com o governo de Goiás, o prédio será entregue restaurado até o final de julho para sediar o Conselho Estadual de Educação de Goiás (CEE-GO). A devolução do imóvel tombado pelo Patrimônio Histórico em excelente estado é uma melhoria considerável para a cidade, mas não foi assim nos últimos anos.

O Jornal Opção visitou os locais onde ocorreram as cinco últimas edições do evento e se deparou com uma realidade: a Casa Cor Goiás serviu majoritariamente como trampolim para o lançamento de prédios de grandes construtoras.

De acordo com a arquiteta Eliane Martins, responsável pelo evento no Distrito Federal e em Goiás ao lado da também arquiteta Sheila de Podestá, o local para realização dos eventos anuais depende apenas das ofertas feitas. “Vemos muito com construtoras, buscamos parcerias, cada ano é um ano”, explicou.

Cronologicamente, a maioria dos locais abrigam prédios finalizados, em construção, ou terrenos onde serão construídas edificações no futuro.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em 2012, por exemplo, o evento abordou os temas moda e tecnologia e foi sediado na esquina na rua T-34 com a praça da T-23. Hoje, o lugar abriga um prédio já finalizado e com moradores. A edição de 2014, por sua vez, realizada na rua 34 do Setor Marista, abriga atualmente a construção de um futuro residencial, enquanto o local onde foi a edição de 2015, também no setor Marista, aguarda início de obras para construção de um outro edifício.

Também no ramo imobiliário, a Casa Cor 2013, que contou com o prêmio Design/Casa Cor, foi feita onde será inaugurado, ainda este ano, o hotel da rede Ibis da categoria Styles, na rua 15 com a rua T-55.

Assim como em 2017, a edição de 2016 teve um caminho diferente por causa de apoio do governo de Goiás. No último ano, o evento foi no antigo prédio onde funcionava a Central de Medicamentos de Alto Custo (CMAC) Juarez Barbosa, na rua 30 com avenida Tocantins, no Centro.

Ali, o espaço será transformado na Casa do Turismo, com a intenção de atender ao trade turístico local e prestar de serviços aos turistas que visitam a capital.

Questionada sobre a importância da mostra para a cidade, a arquiteta organizadora deixou claro que, quando são feitas parceiras, a intenção de trazer melhorias é concretizada. “Assumimos um compromisso e vamos entregar o prédio desta edição [2017] em um excelente estado até o fim de julho”, explicou.

Últimas edições da Casa Cor Goiás

Ano Onde foi Como está hoje
2017 Colégio José Carlos de Almeida – Rua 23, Centro, Goiânia – GO Até o final de julho prédio será entregue restaurado para sediar Conselho Estadual de Educação de Goiás (CEE-GO)
2016 Antigo prédio onde funcionava a Central de Medicamentos de Alto Custo (CMAC) Juarez Barbosa, na Rua 30 com Avenida Tocantins, no Centro. Aguardando reformas para abrigar Casa do Turismo
2015 Mansão Anis Rassi, localizada na Rua Mario Bittar, nº 181, no Setor Marista Terreno Baldio da empresa EBM Desenvolvimento Imobiliário, que será futuro prédio
2014 Rua 34, Qd. H-17, Lts. 5 a 10, Setor Marista Prédio em construção no Setor Marista
2013 Rua 15 com a Rua T-55, no Setor Marista. Hotel da rede Ibis, que deve ser inaugurado ainda em 2017
2012 Rua T-34 com a Praça T-23, no Setor Bueno Prédio residencial já finalizado

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.