Em Goianésia, mulher pede socorro de violência doméstica por meio de carta ao leiteiro

Jovem de 19 anos já havia solicitado medida protetiva de urgência contra o ex-companheiro em março deste ano, que foi descumprida. Juiz não determinou por prisão preventiva do suspeito

Violência | Foto: Marcos Santos/EBC

Em Goianésia, a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), da Polícia Civil de Goiás, prendeu em flagrante um homem de 25 anos após desferir socos e tapas, além de ameaçar de morte, a ex-companheira de 19 anos. A prisão preventiva do suspeito ainda não foi determinada pelo juiz.

A vítima procurou socorro por meio de uma carta à sua mãe enviada por pelo leiteiro. Em março deste ano, ela havia solicitado junto à Deam medida protetiva de urgência contra o homem. No entanto, ele nunca chegou a cumprir as determinações judiciais.

O casal tinha união estável e possuem um filho e uma filha. Na última terça-feira, 8, o agressor teria ido até a casa da vítima, onde desferiu socos e tapas, ameaçou ela de morte e a proibiu de sair de casa. Na madrugada do dia seguinte, ela conseguiu entrar em contato com sua irmã via WhatsApp, quando pediu socorro. Também conseguiu enviar a carta por meio do leiteiro pedindo ajuda à mãe.

Após mãe e irmã da vítima procurarem a polícia, o homem foi autuado em flagrante de delito por descumprir a medida protetiva de urgência, também por ameaça e vias de fato com incidência da Lei Maria da Penha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.