PSDB Mulher estima maior participação feminina nestas eleições

Presidente comemorou a decisão do Tribunal Superior Eleitoral que destina 30% dos recursos dos partidos para candidaturas femininas

Foto: Rafael Oliveira/Jornal Opção

Rafael Oliveira

A ala feminina do PSDB em Goiás reuniu-se neste sábado (28/7) para discutir o fortalecimento e participação das mulheres na política goiana. Com agenda pela manhã, em um hotel na capital, o encontro foi dividido em temas para motivar e capacitar as pré-candidatas aos cargos disponíveis nesta próxima eleição.

A presidente do PSDB Mulher, Cybelle Silva Tristão, ainda não contabilizou a quantidade de candidatas, mas a expectativa é chegar a 30% das candidaturas estaduais. O anúncio oficial será feito na convenção estadual no dia 5 de agosto.

Tristão comemorou a decisão do Tribunal Superior Eleitoral que destina justamente 30% dos recursos dos partidos para candidaturas femininas. “Acreditamos que essa decisão vai fortalecer ainda mais as mulheres que participam da política e as que buscam mais espaço também. A quantidade de candidaturas deve crescer e, com certeza, teremos mais representatividade feminina nos espaços políticos”, avaliou Cybelle.

A vice-presidente do PSDB Mulher, Darlene Araújo, apresentou números do eleitorado feminino em Goiás. “Hoje somos 2,3 milhões de eleitoras, isto é, representamos 52,44% dos votos no Estado”. Segundo a vice-presidente, ainda é necessário equalizar a igualdade de gênero e criar mais oportunidades para as mulheres participarem ativamente da vida partidária.

A primeira-dama de Goiás, Fabrina Muller, adiantou a estratégia a ser usada nesta eleição pelas mulheres tucanas: uso constante de redes sociais. “A campanha foi reduzida de 90 para 45 dias, por isso, o uso das mídias sociais será tão importante para gente”, disse.

As militantes serão orientadas a compartilhar notícias e fotos dos eventos do partido em suas contas pessoais no Instagram e Facebook – as principais redes sociais a serem usadas. O conteúdo terá produção especial de equipes de comunicação da legenda e será repassado por grupos de Whatsapp.

A corrente das mulheres tucanas percebe atualmente cerca de três filiadas e o encontro reuniu 200 delas, vindas de vários municípios de Goiás. O ex-governador Marconi Perillo pediu às mulheres ajuda na plataforma de campanha ao Senado Federal. “Quero ajuda para ter a melhor plataforma de projetos para mulheres do Brasil, se for candidato a senador”, discursou.

Deixe um comentário