Em evento do PTB, Jovair e Cristiane Brasil confirmam fortalecimento de aliança interna

Se há poucos dias cogitava-se a possibilidade da presidente nacional expulsar o goiano, devido a discussões acerca da fusão com o DEM, hoje os petebistas são só elogios

essa

Foto: Sarah Teófilo/ Jornal Opção

Na política, nada melhor que um dia após o outro. Se em junho, Roberto Jefferson, ex-presidente do PTB e pai da atual líder do partido — e preso por envolvimento no mensalão –, anunciou que iria pedir a expulsão do deputado federal Jovair Arantes da legenda, hoje estão todos muito bem acertados. “Nunca cogitei expulsar o Jovair, de jeito nenhum”, disse a presidente nacional do PTB, Cristiane Brasil, em entrevista.

A deputada federal veio à capital na tarde desta segunda-feira (21/9) para o 15º encontro do PTB Goiás, na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego). Antes de discursar, o deputado federal Jovair logo pontuou que seria impossível não comentar o “entrevero político” que tiveram. “Mas depois de debates importantes, estamos unidos novamente, e a minha amizade com o pai dela só fortalece”, afirmou.

Questionada sobre a relação, que voltou a se firmar recentemente, Cristiane Brasil disse: “Foi a melhor coisa que eu fiz. É um grande líder, e agora deu tudo certo. Estamos bem resolvidos”, e completou: “O PTB voltou a ser coeso. Tanto o partido quanto a bancada estão em harmonia.”

Jovair, que antes afirmava que caso a “janela” política fosse aprovada no projeto de reforma política poderia migrar para o PHS — partido que, inclusive, chamou de porto seguro — agora desconversa possibilidade. “Temos um respeito muito grande pelo PHS, PV, com quem temos uma convivência muito harmônica”, disse.

Brigas internas tiveram início com a possibilidade de fusão entre PTB e DEM. As negociações foram suspensas em maio após grande insatisfação de diversos integrantes de ambas as legendas, inclusive Jovair. A cúpula nacional, entretanto, era a favor da mudança. “Era”, disse Cristiane, quando Jovair comentou o caso no encontro.

Sobre a possibilidade da volta da discussão sobre a fusão, Cristiane assegurou em entrevista que, a princípio, não é cogitada — ao menos não para as próximas eleições. “Mas podemos voltar a discutir se for consenso entre partido e bancada”.

De acordo com ela, a ideia parecia ser boa, mas ao fim foi muito trabalho para pouco resultado. “Houve muitas dissidências, pessoas começaram a mudar de opinião, o próprio DEM mudou de opinião.” Por outro lado, segundo Cristiane, o estopim do problema foi bom para o partido se conhecer melhor. “Foi um estopim para que a gente fizesse as pazes”, explicou.

No início de junho, logo depois da suspensão das negociações, o pai de Cristiane, Roberto Jefferson, divulgou nota pedindo a expulsão de Jovair, criticando-o por ter trabalhado contra o projeto de um outro deputado petebista. Na época, Jovair o elogiou ao Jornal Opção Online, dizendo que Jefferson contribuiu de forma significativa com a democracia brasileira: “Ele tem mania de fazer isso mesmo, falar as coisas sem pensar e depois mudar a declaração.”

Em entrevista nesta segunda-feira (21), questionada sobre o caso, a presidente Cristiane garantiu que “nunca houve problema com Roberto Jefferson”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.