Em evento de filiação, Delegado Waldir comenta desistência do presidente do PSL em Anápolis

O líder do PSL na Câmara não confirmou o nome de Thaís Gomes de Souza na presidência do partido na cidade, mas afirmou estar dialogando com a vereadora

Delegado Waldir esteve em Anápolis para conversar com membros do partido | Foto: Reprodução

Em evento de filiação do PSL em Anápolis, na manhã deste sábado, 19, o deputado federal Delegado Waldir, presidente do partido em Goiás, não confirmou quem assume o comando da sigla na cidade, mas disse que “ninguém é insubstituível” e que o PSL terá chapa completa, com candidatos à prefeito e vereador. 

Após confrontar vereadores Deusmar Japão e Thaís Gomes de Souza, Edison Tavares deixou presidência do PSL. Delegado Waldir disse que soube da renúncia por meio da mídia e, quando perguntado se quer a permanência de Edison Tavares no partido, o deputado federal disse que Anápolis precisa de representantes que estejam motivados a ganhar a prefeitura. 

“Tem de ter ‘sangue nos olhos’ para mudar a cidade”, disse Delegado Waldir. “Há uma polarização aqui: o atual prefeito e a esquerda. Queremos ser a primeira via, a escolha do cidadão de Anápolis. Se não estiver motivada para a missão de ganhar a prefeitura de Anápolis, a pessoa não pode continuar como presidente.” 

O líder do PSL na Câmara não confirmou o nome de Thaís Gomes de Souza, atual vice-presidente, no comando do partido na cidade, mas afirmou estar dialogando com a vereadora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.