Em estado terminal, Bruno Covas é homenageado em ato ecumênico no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo

O prefeito licenciado da capital paulista segue internado desde 2 de maio para tratamento de câncer e, de acordo com o boletim médico, o quadro é irreversível, ou seja, ele está vivo mas já em fase terminal

Líderes religiosos, amigos e companheiros de partido participaram na noite deste sábado, 15, de ato ecumênico em frente ao hospital Sírio-Libanês, onde segue internado o prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB). Na sexta-feira, 14 de maio, o boletim médico apontava que o quadro dele é irreversível, ou seja, ele permanece vivo, mas sedado e em estado terminal.

De acordo com a Band News, o ato durou cerca de meia hora e contou com representantes católicos, evangélicos, judaícos, islâmicos e do candomblé. Membros do PSDB presentes distribuíram fitinhas com a frase “força, foco e fé”, que foi lema da campanha eleitoral de Bruno Covas, em 2020.

Bruno Covas, tem 41 anos, e está internado e licenciado do cargo desde o início de maio para tratar um câncer no trato digestivo. A doença já havia atingido fígado e ossos. O prefeito passou por sessões de imunoterapia e quimioterapia e luta contra o câncer dede outubro de 2019, quando foi descoberto um tumor no “trato digestivo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.