Em entrevista, pastora revela detalhes sórdidos de abuso sofrido pelo filho

Ao Jornal Extra, Bianca Toledo conta como descobriu o que ocorria em sua própria casa

Reprodução/Facebook

Reprodução/Facebook

O Jornal Extra, do Rio de Janeiro, entrevistou, nesta quinta-feira (7/7), a pastora Bianca Toledo, um dia após se tornar público o caso de abuso de seu filho de 5 anos pelo marido, o também pastor Felipe Heiderich.

À reportagem, a pastora contou detalhes sórdidos de como descobriu o que ocorria em sua própria casa. Segundo ela, as desconfianças começaram há dois anos quando uma babá contou que encontrava a criança sem fraldas no berço e que via o patrão entrando no quarto do enteado durante a madrugada.

Ela alega que, à época, jamais chegou a imaginar que os relatos da babá poderiam se tratar de um abuso.

A pastora também relatou ao jornal carioca que, após seis meses de casamento, Felipe passou a se recusar a manter relações sexuais, alegando problemas de saúde.

Bianca, então, teria decidido entrar em contato com a médica de Felipe, que teria a informado que o marido possuía dupla personalidade e que também seria homossexual.

Depois disso, Bianca lembrou dos alertas da babá e chamou o filho para uma conversa, quando ele revelou os abusos sofridos. “Tentei tratar o tema de forma bem lúdica. Perguntei onde ele dormia quando a mamãe viajava. E ele disse que era na cama junto com o papai. Perguntei também se alguma vez o papai tinha dado banho nele. E o relato foi horrível”, disse ao Extra. Confira AQUI a entrevista na íntegra.

Escândalo

O caso veio a público após a pastora Bianca Toledo, famosa nas redes por seus testemunhos devido a uma experiência de quase-morte, anunciar na madrugada de quarta o fim de seu casamento, depois de descobrir que o marido seria homossexual e pedófilo.

Em um vídeo publicado nas redes sociais, ela afirma que Felipe confessou que possuía “um quadro de homossexualidade latente” e teria tentado suicídio. “Ele chegou a confirmar pra mim (…) e isso me fez querer cancelar esse casamento”, disse sobre a revelação da orientação sexual do marido.

Em seguida, ela diz que o marido também seria pedófilo. “Ele está acautelado por crime de pedofilia e estou aguardando a justiça do céu, a justiça da terra e clamando pelo apoio de todos vocês”, acrescenta.

Horas depois da revelação de Bianca, o senador e pastor Magno Malta (PR-ES) afirmou no plenário do Senado Federal, que o pastor Felipe Heiderich teria sido preso após abusar do próprio enteado, de apenas 5 anos.

O parlamentar teria tido acesso ao pedido de prisão de Felipe pelo Ministério Público do Rio de Janeiro. Ainda conforme o senador, o garoto já relatava todos os fatos e já tinha sido ouvido por psicólogos e psiquiatras.

“O fato é que a pastora Bianca Toledo, casada com o senhor Felipe Heiderich, ela descobriu que esse pastor, falso pastor, estava abusando de seu filhinho de cinco anos de idade”, afirmou o senador durante pronunciamento.

Uma resposta para “Em entrevista, pastora revela detalhes sórdidos de abuso sofrido pelo filho”

  1. Avatar Tatiana Alves Bøe disse:

    História mto estranha dela viu! Primeiro se tem desconfiança de abuso contra a um bb pq esperar 2 anos p fazer algo???? Segundo se ela já sabia q o cara era homossexual pq casou com ele? Aí tem coisa…. Isso tá me cheirando a coisa de mulher vingativa. Mas os 2 usam tanto o Nome de Jesus e de Amor e vejam só onde chegaram. Sobre os falsos profetas….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.