Em encontro com governadores, Dilma diz que sabe suportar pressão e injustiça

Petista aproveitou ocasião para pedir esforços quanto à reforma do ICMS

Presidente Dilma Rousseff durante reunião com governadores no Palácio do Alvorada | Foto: Foto: Ichiro Guerra/ PR

Presidente Dilma Rousseff durante reunião com governadores no Palácio do Alvorada | Foto: Foto: Ichiro Guerra/ PR

A presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou, na tarde desta quinta-feira (30/7), em reunião com governadores, que sabe “suportar pressão e injustiça”. A petista afirmou que possui humildade para receber críticas, e ressaltou o interesse na cooperação entre Federação e Estados.

“Eu pessoalmente sei suportar pressão e até injustiça, isso é algo que qualquer governante tem que saber, que faz parte da sua atuação e também quero dizer que tenho o ouvido aberto e o coração aberto para saber que o Brasil que cresceu e não se incomoda é o Brasil que nós queremos”, afirmou a presidente, no discurso de abertura do encontro.

A petista aproveitou a ocasião para pedir esforços dos governadores em relação à reforma do ICMS, que começou a ser viabilizada por meio da Medida Provisória 683, instituindo dois fundos de compensação aos Estados. “Será uma reforma microeconômica, mas que pode ter um resultado macroeconômico”, defendeu Dilma.

A presidente também mostrou confiança quanto ao futuro econômico do País e disse que “estamos vivendo um ano de travessia”. “Estamos atualizando a base econômica e vamos voltar a crescer com todo nosso potencial.” Como metas para ampliar a economia, a presidente destacou a redução dos índices inflacionários e o aumento do número de exportações.

Apenas o discurso inicial da presidente foi televisionado pela TV NBR. A fala dos ministros presentes e as discussões levantadas pelos governadores durante o encontro ainda não haviam sido divulgadas até a publicação desta matéria.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.