Em discurso de filiação ao PP, senador Wilder Morais agradece Demóstenes Torres

Evento que recebeu o ex-democrata teve presença de diversos políticos da base do governador Marconi Perillo (PSDB) — inclusive do próprio tucano-chefe

Ex-democrata Wilder Morais, governador Marconi Perillo (PSDB) e vice-governador José Eliton (PP) durante filiação do senador ao PP

Ex-democrata Wilder Morais, governador Marconi Perillo (PSDB) e vice-governador José Eliton (PP) durante filiação do senador ao PP | Foto: divulgação/ Facebook Siga Marconi

O senador Wilder Morais, que deixou o DEM e oficializou filiação ao PP na tarde desta segunda-feira (14/9), agradeceu em discurso o ex-senador Demóstenes Torres — que teve o mandato cassado por envolvimento na Operação Monte Carlos, em 2012.

“Quero agradeceu a Demóstenes Torres, que me convidou a ser suplente, o que me deu oportunidade de percorrer o Estado”, disse o novo pepista, em discurso de filiação. De acordo com o ex-democrata, quando recebeu o convite para integrar o PP, demorou um pouco para tomar a decisão. Agora, o senador já dá como certa a candidatura para reeleição ao Senado.

Com a saída do vice-governador José Eliton (PP), que irá para o PSDB ainda este mês, tem sido difundida a possibilidade do senador ser o novo presidente do PP estadual. Na verdade, fala-se que nas negociações de mudança de partido ficou acertada a presidência da legenda. Assunto gera insatisfação do deputado federal Roberto Balestra.

Isso porque o deputado, que não compareceu ao evento, questiona que o recém-chegado não deveria ser o líder da legenda no Estado. O presidente nacional do PP, Ciro Nogueira, desconversou em entrevista no evento que já esteja fechada presidência do PP em Goiás. “É até um desrespeito ao José Eliton, que ainda é o presidente. Temos que esperar ele sair primeiro.”

Wilder garante que motivo de insatisfação de Balestra não passa de um mal intendido, que já foi solucionado em reunião com a executiva nacional. “A reclamação dele é legítima. É um político antigo que temos todo o respeito”, mas completou: “É claro que o sonho de todo soldado é ser general. Com certeza vou querer pleitear isso. Mas é uma decisão a ser tomada mais para frente.”

Ao dizer que Wilder Morais é um sonho antigo do PP, Ciro Nigueira frisou que em conversa com o governador Marconi Perillo (PSDB) ficou garantida uma vaga da legenda para candidatura ao Senado para 2018. “Agora, quem de fato será lançado, não sabemos ainda. Vai depende da atuação, do melhor nome”, disse.

Presente no evento, até o governador Marconi Perillo (PSDB) foi convidado para se filiar ao PP. Em entrevista, o tucano sorriu e disse que foco agora é governar e tirar o País de cenário de crise.

Evento ocorreu na Mansão Cristal, em frente o estádio Serra Dourada, e teve presença de diversos prefeitos e vários deputados estaduais, como Zé Antônio (PTB), Lissauer Vieira (PSD), Lucas Calil (PSL), Santana Gomes (PSL), Sérgio Bravo (Pros), além do deputado federal Waldir Soares (PSDB).

Uma resposta para “Em discurso de filiação ao PP, senador Wilder Morais agradece Demóstenes Torres”

  1. Avatar Caio Maior disse:

    Agradecendo o “mandato” sem votos “a Demóstenes Torres” o “senador biônico” Wilder Morais reconhece que ingressou no Senado da República pela porta de emergência. Goiás já teve ilustres representantes no Senado – entre muitos: Totó Caiado, Domingos Velasco, Alfredo Nasser, Pedro Ludovico, Henrique Santillo, Mauro Borges, Iram Saraiva, Irapuan Costa Jr., Iris Rezende, Marconi Perillo, Demóstenes Torres e agora Lúcia Vânia e Ronaldo Caiado. Notáveis receberam votos. Wilder Morais recebeu “um convite”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.