Em desdobramento do “Caso Naja”, polícia apreende píton-indiana de cerca de 8 metros

Cobra é típica do sudeste asiático e possui alto potencial invasor no Brasil, além de integrar lista vermelha de espécies ameaçadas de extinção

Foto: PCDF | Reprodução.

Policiais da 14ª Delegacia de Polícia (Gama) capturaram, nesta quinta-feira 13, uma cobra identificada como píton-indiana (Python molurus ) de cerca de 8 metros de comprimento, em Águas Lindas (GO). Os agentes ainda buscam pelo proprietário da serpente. As informações são do jornal Correio Braziliense.

A apreensão ocorreu em um desdobramento do caso da naja que picou o estudante de medicina veterinária.

Segundo o delegado-adjunto da 14ª DP, Ricardo Bispo, a cobra pesa cerca de 90kg. Há a suspeita de que o homem tenha envolvimento com o caso da naja. “Pode ter uma ligação com essa investigação. Mas, inicialmente, ele tem uma vasta experiência nessa área e estaria iniciando essa atividade ilícita”, declarou o delegado.

A píton-indiana não é nativa do Brasil e possui um alto potencial invasor. Esse animal é típico do sudeste asiático e integra, desde 2012, a lista vermelha de espécies ameaçadas de extinção da IUCN.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.