Em assembleia, professores da UFG aprovam paralisações para novembro

Corpo docente da Federal goiana aprovou também uma moção de apoio às ocupações da universidade e outra de repúdio a inquéritos instaurados pelo MPF

Divulgação/Adufg

Divulgação/Adufg

Reunidos em assembleia na manhã desta quinta-feira (3/10), os professores da Universidade Federal de Goiás (UFG) aprovaram as paralisações propostas por centrais sindicais para os dias 11 e 25 de novembro, em protesto à PEC do teto dos gastos públicos.

A reunião dos docentes foi acompanhada por um grupo de estudantes que participa do movimento de ocupação na UFG que atinge atualmente 10 unidades acadêmicas. Além das paralisações, a assembleia também marcou nova reunião com pauta de indicativo de greve.

O corpo docente da universidade aprovou, ainda, moção de apoio às ocupações de prédios da federal e uma de repúdio aos inquéritos civis instaurados pelo Ministério Público Federal (MPF), que pede a adoção de medidas imediatas pela instituição quanto ao movimento de ocupação.

Na ocasião, os professores também reforçaram o pedido de afastamento do presidente Michel Temer (PMDB) e criaram uma comissão política e pedagógica para agenda política contra a PEC 241/55 e em apoio às ocupações e atos em Brasília.

*Notícia atualizada
Os professores da UFG não aprovaram greve, conforme informava o Jornal Opção anteriormente no título da matéria, mas sim paralisações para os dias 11 e 25 de novembro. As informações são do Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás (Adufg).

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

José Ruiz

os professores são a chave.. a Revolução que todos queremos: https://setimarepublica.wordpress.com/2016/11/04/a-revolucao-que-todos-queremos/