Em 100 dias de gestão de Fernando Pellozo, Senador Canedo passa por reestruturação

A gestão herdou alguns problemas de infraestrutura que precisam ser corrigidos, no sistema de água, em unidades de saúde e pavimentação asfáltica

Neste 10 de abril, Fernando Pellozo (PSD) completa 100 dias de sua primeira gestão como prefeito de Senador Canedo. O período foi usado para amenizar problemas herdados da gestão anterior, como pagamentos de servidores municipais e prestadores de serviços que não foram cumpridos. Além disso, encontrou uma cidade com alguns problemas de infraestrutura que precisam ser corrigidos, no sistema de água, em unidades de saúde e pavimentação asfáltica, principalmente.

Um dos problemas mais graves de infraestrutura encontrado por Pellozo foi em algumas unidades de saúde, que precisam passar por reformas. Assim, foi necessário desativar momentâneamente algumas delas e transferir o atendimento para outros locais para que pudessem receber as reformas. Prédios públicos passaram por vistorias, ganhando algumas reformas e até mesmo novas formatações.

A prefeitura recuperou e retomou a manutenção de todo o sistema de água do Município. Para se ter uma noção, o sistema operava com apenas 40% de eficiência e hoje atinge mais 80%. Isso foi possível com o trabalho de recuperação de 13 bombas de água e ativação de 16 poços artesianos. Também foi iniciado a ativação da rede elétrica do sistema de captação, que em sua maioria ainda funcionava com motores à diesel. Com isso, nossa capacidade de vazão e tratamento de água saiu de pouco mais 400 metros cúbicos por hora para mais de 1 mil metros cúbicos por hora.

Passado essa primeira etapa de reestrutura, a prefeitura deve seguir para retomadas de grandes obras, incluindo as paralisadas, e novos investimentos que poderão gerar grande impacto positivo para a cidade.

“Nesses 100 dias a Prefeitura, por meio da Secretaria de Infra Estrutura, já recolheu mais de 85 mil toneladas de entulho das ruas e lotes baldios do Município. Entre coleta de entulho e de galhadas, a prefeitura realizou cerca de 7 mil viagens de caminhões truck na limpeza de Senador Canedo”, diz Fernando Pellozo.

Saúde

No combate à Covid-19, a fim de evitar a proliferação do coronavírus, a prefeitura realizou readequação das unidades de saúde. Além disso, instalou mais de 90 leitos exclusivos para Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em menos de três meses, incluindo vagas exclusiva de UTI, semi-UTI e enfermaria.

A prefeitura também fez o trabalho de testagem ampliada da população, essencial para determinar como está a contaminação pelo coronavírus no município e estabelecer protocolos sanitários de segurança. A prefeitura também distribuiu máscaras e álcool 70% gratuitamente para usuários do transporte coletivo.

“São apenas 100 dias, mas já temos muito trabalho para mostrar. Na Saúde, nós saímos de zero leitos para pacientes com Covid-19 e fomos para mais de 90 leitos. Realizamos mais de 22 mil testes de coronavírus e até o momento aplicamos mais de 12 mil doses de vacina. Também retomamos os atendimentos de Saúde, que estavam parados, realizando mais de 10 mil consultas médicas e mais de 8 mil exames e cirurgias”, explicou o prefeito Fernando Pellozo.

Já nos primeiros dias, cem famílias foram assistidas com mantimentos e a ação tem sido contínua. Junto a isso, para que haja a inserção e reinserção no mercado de trabalho, parcerias têm sido feitas para a realização de cursos de profissionalização para jovens e adultos e encaminhamento para o mercado de trabalho. Até março a Prefeitura já havia direcionado mais de 1 mil e 600 pais e mães de família para o mercado de trabalho.

Mais de 6 mil atendimentos já foi realizado pela Pasta e até o momento mais de 1 mil cestas de alimentos foram distribuídas para famílias em situação de fragilidade social. Outras 4 mil cestas serão entregues nos próximos dias. Além disso, muitos outros benefícios eventuais, como cobertores, gás de cozinha e enxovais foram distribuídos para a população.

Asfalto

A meta da prefeitura é realizar uma grande operação de recapeamento asfáltico no município pois, segundo Pellozo, apenas o tapa-buraco já não é mais a solução para muitas ruas do Município. “Vamos recapear essas vias onde o tapa-buraco não resolve mais. Só que, enquanto isso, temos trabalhado todos os dias em operações de recuperação das ruas. Para se ter uma ideia já aplicamos mais 1 milhão e 400 mil toneladas de massa asfáltica, e esse número aumenta todos os dias, pois encontramos a cidade tomada por buracos”, esclareceu Pellozo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.