Eliton e Caiado polarizam debate na TV Goiânia

Candidatos ao governo de Goiás se enfrentaram em mais um debate na manhã desta segunda-feira (10)

O debate realizado pela TV Goiânia na manhã desta segunda-feira (10/9), em parceria com a Ordem dos Advogados do Brasil – seção Goiás (OAB-GO), foi polarizado entre o governador José Eliton (PSDB) e o senador Ronaldo Caiado (DEM), os dois candidatos que estão à frente nas pesquisas de intenção de voto.

Os governadoriáveis protagonizaram grande parte dos embates e trocaram acusações. De longe o maior alvo das críticas, Eliton optou por manter o discurso de continuidade e apontou para a falta de propostas dos adversários, enquanto entoam a necessidade de mudança, sem apresentar nada concreto.

Entre os momentos mais tensos, Eliton questionou as “propostas reais” que Caiado teria para por em prática o discurso de renovação que prega. Em resposta, o senador deu destaque ao combate à corrupção e ao controle dos gastos públicos.

Na réplica, o governador retrucou Caiado afirmando que o adversário não possuiria autoridade moral para tocar no assunto. “O senhor só tergiversa. São inúmeros casos de corrupção no seu partido, sobre os quais o senhor nunca falou nada. O senhor nunca comentou as denúncias contra o senador Agripino Maia, que é seu colega de DEM”, afirmou.

Caiado também foi confrontado pelos demais candidatos e, mais uma vez, fez questão de manter o tom pacífico e não se exaltar. Entre os questionamentos mais contundentes, ele foi indagado sobre as ligações históricas com a União Democrática Ruralista (UDR) e sobre o trabalho que realizou em prol de Goiás no Congresso Nacional.

Em ambos os casos, Caiado foi genérico e preferiu a defensiva. Sobre o último tópico, desmereceu a destinação de emendas parlamentares e afirmou que “realçou o Estado” na capital federal, citando projetos e discussões nacionais.

Grande destaque dos debates anteriores, Daniel Vilela (MDB) acabou saindo mais apagado do debate, talvez pelo próprio formato do programa, que não priorizou o confronto direto entre os candidatos.

O emedebista também concentrou as críticas à atual gestão do Estado e chegou a dizer que o governo teria que fazer mágica para conseguir quitar a folha de pessoal até o final deste ano. Em resposta, Eliton afirmou que sempre trabalhou com seriedade neste propósito e garantiu o pagamento dos servidores.

O governador também respondeu Daniel sobre a situação do Entorno do Distrito Federal, elencando as ações adotadas pelo governo na região. “Nós não fazemos com o MDB que deixou o HGG fechado por 8 anos ao relento. Construíram um hospital em Aparecida, um elefante branco que está lá parado, fechado há dois anos!”, afirmou.

Deixe um comentário