Elias Vaz diz que maioria do parlamento deve buscar valor mais justo para novo auxílio emergencial

Nova versão do benefício do governo, que ainda tramita na Câmara, prevê distribuição de R$ 200 para trabalhadores sem renda durante a pandemia

Deputado Elias Vaz | Foto: Reprodução

O deputado federal Elias Vaz (PSB) avalia que os R$ 200 propostos pelo governo federal para o auxílio emergencial para trabalhadores sem renda deve ser revisto pelos parlamentares. Segundo ele, o valor é pouco para os desafios da crise e defende a volta dos R$ 600.

“A última vez que o presidente colocou a proposta a R$ 200, aprovamos R$ 600. Creio que o parlamento vai entender que o valor é muito reduzido”, avalia Elias Vaz.

O parlamentar ainda sustenta que os gastos considerados extravagantes feitos pelas Forças Armadas, denunciados em reportagem de O Estado de Paulo no início de fevereiro, poderia ser melhor gastos no auxílio aos trabalhadores que ficaram sem renda durante a pandemia de Covid-19 no Brasil.

“É óbvio que precisamos fazer uma reflexão sobre isso e chegar a um valor justo. Creio que o valor referência é aquele que aprovamos lá atrás, de R$ 600, que deveríamos aprovar novamente”, afirma Elias Vaz.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP), disse que o Congresso deve se alinhar ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e aprovar o valor de R$ 300. Já o ministro da Economia, Paulo Guedes, fala em R$ 200. O benefício está previsto para ser pago em quatro parcelas para 30 milhões de brasileiros, metade dos beneficiários da versão anterior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.