Elias Vaz declara apoio crítico a Fernando Haddad no segundo turno

Recém-eleito deputado federal, Elias acredita que Bolsonaro é ameça à democracia

Foto: Divulgação / Câmara Municipal

Eleito deputado federal pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), o vereador Elias Vaz diz que vai dar apoio crítico ao candidato do PT à presidência da República, Fernando Haddad. Segundo ele, o PSB é se posiciona no lado oposto ao do candidato Jair Bolsonaro (PSL) e, portanto, os membros ou votam nulo ou votam em Haddad.

Ele, no entanto, já declarou seu voto no petista. “Mas eu faço um poio crítico, o PT teve muitos problemas e nunca fez autocrítica, eu inclusive o responsabilizo pelo surgimento do Bolsonaro e sua eminente vitória”, disse.

Para Elias, a campanha do PT é exclusivista e considera que o partido não pensou que uma ascensão de um candidato petista provocaria o aumento do apoio ao candidato do PSL. “O Ciro Gomes tinha melhores condições de ganhar o segundo turno, mas o projeto político do PT é exclusivo do partido”, critica.

Apesar disso, o vereador confessa sua admiração por Fernando Haddad. “É uma pessoa boa que merece respeito, eu sei diferenciar e não merece as mesmas críticas que o PT merece”, explica.

Elias também reforçou que não vota em Jair Bolsonaro por acreditar que “ele é uma ameaça ao processo democrático do Brasil”. “Eu também não acredito que ele vá combater a corrupção, mas respeito quem acredita”, completou.

O vereador se mostrou preocupado com as declarações do candidato do PSL em relação ao Meio Ambiente e aos institutos de fiscalização ambiental. “Aqui em Goiás um dos problemas que nós enfrentamos é a falta de água, que ocorre justamente pela falta de fiscalização”, explicou.

Elias reforçou, no entanto, que enquanto deputado federal, não irá compor com nenhum governo, independentemente de quem vencer a eleição presidencial. “A minha posição sempre será de oposição”, afirma.

Em Goiás, a juventude e o grupo de militância LGBTI do PSB manifestou apoio a Fernando Haddad e compõe, nesta segunda-feira (22/10), evento de lançamento da “Frente Democrática”, que trabalha pela vitória de Haddad e contra Bolsonaro. Elias Vaz não participa do evento. “Não vou fazer campanha para ninguém, meu posicionamento é com o voto”, assinala.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.