Elias Vaz diz que é preciso consolidar alternativa contra Bolsonaro: “Pode ser o Lula ou o nome do PSB, Flávio Dino”

Nesta quinta-feira, 17, o após anunciar a saída do PCdoB, a expectativa é de que o governador do Maranhão se filie, na próxima semana, ao PSB. A sigla recebeu recentemente o deputado pelo Rio de Janeiro, Marcelo Freixo

O deputado federal Elias Vaz (PSB) destaca a importância das filiações do deputado federal pelo Rio de Janeiro Marcelo Freixo e do governador do Maranhão Flávio Dino ao PSB. “São duas figuras respeitadas a nível nacional, principalmente, no aspecto da combatividade e do compromisso com a luta do povo brasileiro. A vinda deles fortalecerá muito o PSB”.

Nesta quinta-feira, 17, o após anunciar a saída do PCdoB, a expectativa é de que o governador do Maranhão se filie, na próxima semana, ao PSB. “Agradeço ao PCdoB a acolhida fraterna nesses 15 anos de militância. Diferenças que hoje temos, de estratégia e tática políticas, são menos importantes do que o meu reconhecimento ao papel histórico do partido na defesa de um novo projeto nacional de desenvolvimento para o Brasil”, destacou Dino.

Sobre as eleições de 2022, Elias Vaz afirma que é fundamental ter a concepção para consolidar um projeto que possa derrotar Jair Bolsonaro. “Ele representa a negação da política e da democracia, e da organização civilizada da sociedade. Por isso é preciso que a gente consolide uma alternativa que seja consistente. Pode ser o Lula, pode ser um nome do PSB, o próprio Flávio Dino”.

O governador do Maranhão é cotado para disputar o Senado nas eleições 2022, no entanto, ainda é especulada a possibilidade de ele compor, como vice, na chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que disputará a Presidência da República em 2022.

“É preciso que todos os partidos que estejam preocupados com a ameaça à democracia que o governo Bolsonaro significa ter o desprendimento de apoiar aquela candidatura que estiver em melhores condições para derrotar o Bolsonaro. Isso que temos que ter em vista para a formatação de uma alternativa para 2022.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.