Além de ser eleito no primeiro turno, sua esposa, Dulce Miranda, foi a mais bem votada para a Câmara Federal

Marcelo Miranda demosntrou surpresa ao saber da prisão dos quatro suspeitos l Foto: Fernando Leite/Jornal Opção
 Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

A vitória de Marcelo Miranda (PMDB) foi completa no Tocantins. Além de ser eleito no primeiro turno, sua esposa, Dulce Miranda, foi a mais bem votada para a Câmara Federal. Outras três vagas em Brasília foram conquistadas por sua coligação.

Segundo Marcelo, o bom resultado é fruto da campanha propositiva realizada. “A população assimilou bem a nossa proposta de desenvolvimento do Estado.”

Entre os desafios a serem superados em Tocantins estão os gargalos nas áreas da saúde, da segurança pública e da industrialização. “Precisamos atrair investimentos para o Estado. A economia está muito em baixa”, pontuou.

Para ajudar a reduzir a criminalidade, o peemedebista destaca a necessidade de novos concursos para policiais militares. “Estamos defasados em mais de 1.300 homens”, disse. Já para a saúde, Marcelo propõe a construção de novos hospitais e a retomada dos serviços na área. “São basicamente atos emergenciais, já que a saúde virou um caos em Tocantins.”