Eleições para Congresso nos EUA terá numero recorde de candidatas negras

Pelo menos 122 mulheres negras ou multirraciais disputarão cadeiras no Legislativo federal na eleição deste ano, em 2012 número não passava de 48

Joyce Elliot, candidata ao Congresso pelo Partido Democrata. Foto: Reuters | Gerard Matthews.

No cenário em que a população dos Estados Unidos reage contra a brutalidade policial e luta contra a pandemia de coronavírus que afeta negros desproporcionalmente, um número recorde de mulheres negras está concorrendo ao Congresso.

Joyce Elliott, parlamentar estadual em Arkansas que buscará uma vaga no Congresso estadunidense, foi a segunda estudante negra no ensino médio de sua escola — a primeira foi sua irmã mais velha. Se Elliott for eleita, será a primeira deputada negra de seu Estado em Washignton.

A eleição do final do ano será “uma chance de mudar nossa história”, disse Joyce Elliott para a agência de notícia Reuters. “Decidi que precisava concorrer porque vejo um caminho para vencer” completou a parlamentar.

De acordo com um relatório do Centro para Mulheres e Políticas e Alturas Maiores da América, as mulheres negras são quase 8% da população dos EUA, mas apenas 4,3% do Congresso.

Elliott é uma de, pelo menos, 122 mulheres negras ou multirraciais que disputarão cadeiras no Legislativo federal na eleição deste ano. Em 2012, o número era 48, de acordo com o Centro para Mulheres e Políticas Americanas (Cawp).

“As pessoas estão ficando mais acostumadas a ver tipos diferentes de pessoas no Congresso. Você não sabe como é ter mulheres negras poderosas no Congresso até ver mulheres negras poderosas no Congresso”, disse Pam Keith, veterana da Marinha e advogada que concorre na primária democrata em busca de uma vaga no Congresso pela Flórida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.