Novo presidente do Crea-GO deve ser escolhido em 1º de outubro. Conheça os candidatos

Idalino Serra Hortêncio, Jovanilson Faleiro de Freitas, Lamartine Moreira Júnior e Petersonn Gomes Caparrosa Silva são os nomes que disputam o mandato de presidente do órgão, biênio 2021 – 2023

Foto: Divulgação

Com as eleições, à princípio, agendadas para o dia três de junho, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás (CREA-GO) teve o pleito adiado para 1º de outubro. O objetivo da remarcação era contar com maior adesão dos profissionais engenheiros, agrônomos, geógrafos, geólogos, meteorologistas e tecnólogos, já que a pandemia ocasionou em isolamento social.

Com quatro candidatos à presidência, Idalino Serra Hortêncio, Jovanilson Faleiro de Freitas, Lamartine Moreira Júnior e Petersonn Gomes Caparrosa Silva, o escolhido pelos integrantes do conselho exercerá seu mandato entre 2021 a 2023.

Conheça os candidatos

Idalino Hortêncio | Foto: Divulgação

Idalino Hortêncio, graduado em engenharia civil pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) e Direito pelo Centro Universitário de Goiás/Faculdade Anhanguera – FACH tem especialização econômica pela Universidade de Brasília (UnB) e Segurança do Trabalho pela Universidade Federal de Goiás (UFG).

Em seu programa de mandato, prometeu “priorizar a fiscalização, no que concerne ao exercício ilegal da profissão, visando coibir a presença de leigos no mercado de trabalho, garantindo segurança equalidade para a sociedade”. De acordo com o documento, “atualmente, o Conselho está alheio às transformações que ocorrem nas relações de produção, especialmente nos campos de desenvolvimento tecnológico, os quais têm impacto direto no exercício da profissão”. Veja seu programa de trabalho aqui.

Jovanilson Faleiro | Foto: Divulgação

Jovanilson Faleiro de Freitas é graduado em Engenharia Elétrica e com especialidade em Engenharia da Segurança do Trabalho. É presidente licenciado da Associação Brasileira de Agências de Publicidade em Goiás (Abap-GO) e propõe atuar em quatro pilares: Valorização do profissional, visando fortalecer os profissionais do conselho, fiscalizando com maior rigor a atuação ilegal na profissão e excluindo leigos que atuam no mercado;

Valorização das entidades de classe, visando fortalecer a defesa dos associados e estabelecer, através dos meios legais, os direitos e espaços de nossos profissionais nas diversas esferas da sociedade civil organizada; Valorização das instituições de ensino, com a formalização de parcerias para unificação de grades escolares de formação, dentre outras ações; Valorização das empresas de engenharia, buscando ações para formatação de convênios para que os profissionais tenha a primeira oportunidade para exercer a profissão, discutir tudo que afeta o mercado de trabalho etc. Confira programa de trabalho aqui.

Lamartine Moreira e Dra. Cristina
| Foto: Marcelo do Vale

Lamartine Moreira é formado em Engenharia Civil e Engenharia Agrícola pela Universidade de Uberaba (Uniube) e foi presidente do Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia de Goiás (Ibape-GO) entre os anos de 2016 e 2019.

Dentre os projetos de Lamartine está a criação de um espaço de coworking, um departamento que auxilie os profissionais associados e a se inserirem ou serem reinseridos no mercado de trabalho, desenvolver a emissão de CAT rápida e empenhar esforços junto aos Poderes o cumprimento do piso salarial e atuar junto aos órgãos públicos para desburocratizar os serviços das engenharias, por exemplo, a implantação do Alvará Fácil. Confira o material completo de divulgação aqui.

Petersonn Caparrosa| Foto: Reprodução

Petersonn Caparrosa é engenheiro eletricista com MBA em Gestão de Negócios, Controladoria e Finanças Corporativas. Atuou por mais de 13 anos na Celg e tem como foco atuar junto à Congresso Nacional para combater a invasão de atribuições por parte de profissionais alheios ao Sistema e tipificar o exercício ilegal da engenharia como crime federal.

Também criar a plataforma CREaD, com cursos gratuitos para associados, desburocratizar emissões de certidões de acervo técnico, reavaliar o fechamento das inspetorias, aumentar a participação de mulheres no plenário do Crea-GO, dentre outros. Confira aqui o programa completo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.