Eleições de 2022 podem ter novos modelos de urnas

A fábrica vai produzir 225 mil urnas de um total de 577 que serão usadas já nas próximas eleições

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Roberto Barroso apresentou o novo modelo de urna eletrônica que será produzido para as eleições de 2022. Ao todo, será fabricadas 225 mil urnas de um total de 577 mil que serão usadas nas próximas eleições. As máquinas estão sendo produzidas em Manaus. O novo modelo possibilita que um eleitor vote enquanto o outro é identificado pelo terminal do mesário, reduzindo o tempo de espera.

O ministro, recentemente, visitou a fábrica das placas-mãe dos equipamentos que serão produzidos. O grupo Positivo venceu a licitação aberta em 2020 para a produção das urnas. Durante a visita a fábrica, Barroso destacou a segurança das urnas e minimizou os ataques ao sistema eleitoral. “Não temos controle sobre o imaginário das pessoas. Tem gente que acha que o homem não chegou à lua”, ironizou Barroso.

“Os críticos mais ferrenhos já diminuíram o tom na crítica”, pontuou o ministro, em clara referência ao presidente Jair Bolsonaro (PL), que após uma série de mobilizações contra o sistema, voltou a dizer que confia na segurança das urnas eletrônicas. Ainda na visita técnica, Barroso ressaltou que o TSE trabalha para evitar fraudes no sistema eleitoral, impedindo assim qualquer tipo de ataques cibernéticos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.