Eleições 2022 podem reduzir número de vereadoras em Goiânia

Três dos cinco primeiros suplentes das vereadoras de Goiânia são homens; duas parlamentares já se declaram pré-candidatas, duas permanecem incertas e apenas uma permanece como vereadora

A quantidade de vereadoras mulheres na Câmara Municipal de Goiânia pode cair de cinco para três, no melhor cenário, após o período eleitoral de 2022, caso as parlamentares que desejam se candidatar, tenham sucesso na urna. O dado foi constatado após pesquisa do Jornal Opção no portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), onde se pôde perceber que três dos cinco suplentes diretos para substituir cada uma das cinco parlamentares, caso estas se candidatem e se elejam, são homens. No entanto, Leia Klebia (PSC) não tem a intenção de disputar.

Atualmente, a Câmara de Goiânia conta com cinco vereadoras. São elas: Aava Santiago (PSDB), Gabriela Rodart (DC), Leia Klebia (PSC), Luciula do Recanto (PSD) e Sabrina Garcêz (DC). Na análise dos suplentes mais votados de cada uma delas, apenas o PSC e o PSD possuem mulheres como primeira suplente: a Pastora Sarah Mendes (PSC) e a ex-vereadora de Goiânia, Priscila Tejota (PSD). Klebia, no entanto, em ocasiões anteriores, já afirmou e reforçou que não tem interesse em disputar o pleito de 2022, sendo a única certeza de representatividade feminina a permanecer na Casa.

Já confirmadas como pré-candidatas, Garcêz e Luciula almejam uma cadeira na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás, respectivamente. Caso tenham sucesso e sejam eleitas, os suplentes convocados são Tejota e o inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF) Newton Moraes (PSD). Já Aava Santiado (PSDB) e Gabriela Rodart (DC) permanecem incertas. Nenhuma das duas confirma ou descarta a possibilidade da candidatura, mas demonstram interesse, caso seja de vontade do partido e dos eleitores.

No entanto, caso as parlamentares do PSDB e do DC sejam lançadas como candidatas no pleito deste ano e sejam eleitas, ambos os primeiros suplentes a substituí-las serão homens. No caso de Aava, seria convocado o William do Armazém (PSDB) e de Gabriela, o Marcio do Carmo (DC). Outra possibilidade de uma suplente mulher assumir, seria caso o vereador Mauro Rubem (PT) fosse candidato e eleito à esfera estadual ou federal, já que a primeira suplente do partido é a própria presidente estadual do PT: Katia Maria.

Como terceira suplente do Avante, também há a cientista política Ludmilla Rosa. No entanto, como o partido só possui dois vereadores eleitos – e apenas um se declara oficialmente pré-candidato -, pelo menos um suplente precisaria desistir para que Rosa tivesse real chances de convocação.

3 respostas para “Eleições 2022 podem reduzir número de vereadoras em Goiânia”

  1. Avatar lourival b disse:

    Na minha opinião não tem necessidade de nem ter vereadores tinha que ser extinto pois e uma função que não traz benefícios para o município e so tem despesas e muitos gastos que poderia ser investidos em benefícios para população #vamos extinguir essa função no país

  2. Avatar Edmar José Venâncio disse:

    Gostaria de parabenizar todos os vereadoers de goiania por trabalherem em pro de goiania por estar melhorando a saúde e a educação

  3. Avatar Célia. disse:

    Concordo! Não vejo a necessidade de tantos vereadores, e nada sendo realizado.
    Tem setores, aqui em Goiânia, que os moradores ja abandonaram as casas, por falta de bons administradores. Variadores que realmente olhe para as necessidade do povo que precisa do serviço de um vereador que realmente luta para a melhoria do cidadão que necessitam de uma melhoria para a sua rua, setor.
    Eu percebo que tem vereadoras bem próximo dos locais que necessitam de um serviço de canalização, em córrego, problemas de água fluvial. Olha que ja tem 10 anos, as pessoas tendo que abandonar as moradias, e ter que morar de aluguel em outro lugar; e eles estão sabendo, e nada faz.
    Eu acho isso um absurdo!
    Poderia ter mais vereadores sim! Mas com a responsabilidade de realmente cumprir com as suas responsabilidades.
    Porque um vereador ele tem que entender que, ele esta ali, recebendo um salário bom, é nós que estamos pagando; eles trabalham para nós!
    Eles deveriam ser gratos ao povo que os elegeu para fazer um trabalho justo.
    Devemos lembrar que tudo nessa vida, e vaidade! Um dia a conta chega!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.