Educação deve sofrer corte de R$ 4,2 bilhões no orçamento para 2021, segundo MEC

Para universidades e institutos federais de ensino, previsão de corte é de R$ 1 bilhão

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O Ministério da Educação (MEC) afirmou que planeja um corte de R$ 4,2 bilhões no orçamento das despesas discricionárias (não obrigatórias) para 2021. A redução é de 18,2% em relação ao orçamento aprovado para 2020.

Nas universidades e institutos federais de ensino, a previsão de corte é de R$ 1 bilhão, o que não inclui as despesas obrigatórias, como pagamento de pessoal.

A decisão está no Projeto de Lei Orçamentária Anual 2021, feito pelo Ministério da Economia e confirmado pelo MEC. O documento ainda deverá ser encaminhado ao Congresso Nacional, antes da aprovação. O valor ainda poderá sofrer alterações durante o trâmite.

“Em razão da crise econômica em consequência da pandemia do novo coronavírus, a Administração Pública terá que lidar com uma redução no orçamento para 2021, o que exigirá um esforço adicional na otimização dos recursos públicos e na priorização das despesas”, afirmou o MEC, em nota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.