“É preciso que a nossa mão de obra seja cada vez mais qualificada”, afirma Marconi

Governo de Goiás assinou acordo com o Governo Federal para oferta de mais 3.413 vagas em cursos de qualificação profissional do Pronatec

Marconi assina acordo com governo federal | Foto: Wagnas Cabral

Marconi assina acordo com governo federal | Foto: Wagnas Cabral

O Governo de Goiás formalizou na tarde desta sexta-feira (04/11) um acordo com o Governo Federal para oferta de mais 3.413 novas vagas em cursos de qualificação profissional do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). A iniciativa foi intermediada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED).

De acordo com o governador, o acordo garante condições para qualificação profissional necessária para atender às demandas mais urgentes e estratégicas dos setores produtivos nas localidades onde os grandes investimentos estão concentrados. “Para se ter um bom emprego, é preciso ter uma boa formação. Não só formação universitária, mas a formação tecnológica também é fundamental. O desafio é ir bem mais além do que já fizemos. É preciso urgentemente que a nossa mão de obra seja cada vez mais qualificada”, afirmou.

, distribuídos em 43 municípios, que atenderão os setores produtivos diversificados no Estado de Goiás e os Arranjos Produtivos Locais, como os APLs de Confecção e Apicultura. As matrículas ainda podem ser realizadas até o dia 18 deste mês. O início das atividades também está previsto para a segunda quinzena de novembro.

“Nós estamos aqui para celebrar um convênio importantíssimo na área da formação tecnológica. Mas é importante que nós não percamos de vista que um governo plural tem que ter o objetivo de fazer a integração do aspecto econômico com o desenvolvimento social e a promoção das pessoas”, ressaltou Marconi.

O acordo de cooperação técnica para formação e qualificação de mão de obra destinada ao setor produtivo em Goiás foi firmado pelo Governo Estadual e o Ministério de Indústria e Comércio Exterior (MDIC). A parceria tem duração prevista de três anos para oferta de cursos do Pronatec Setor Produtivo. No Brasil, apenas quatro Estados conseguiram abrir neste ano vagas do Pronatec Setor Produtivo: Goiás, Pará, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

O diretor de Tecnologias Inovadoras do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Rafael Moreira, ressaltou que o programa já qualificou mais de 600 mil pessoas no Brasil e tem como objetivo converter a qualificação profissional em geração de empregos. Representando o ministro Marcos Pereira, ele destacou ainda o papel de vanguarda desempenhado pelo Governo Estadual.

“O Governo de Goiás é exemplo e foi o primeiro Estado a dar o pontapé inicial no resgate ao programa que leva educação profissional com enfoque no emprego, em empregabilidade e no setor produtivo”, pontuou Rafael Moreira.

Itegos

Em discurso, o governador ressaltou trabalhos já desenvolvidos pelos Institutos Tecnólogicos de Goiás (Itegos), como o Itego Basileu França, onde há cerca de 6 mil alunos matriculados. De acordo com Marconi, o desenvolvimento econômico também precisa ter a outra face, a do desenvolvimento humano.

“Ontem eu fazia uma conta, que é a seguinte: o Governo do Estado investe ou gasta na área de Segurança Pública 12,5% de seu orçamento anual. Nós investimos menos de 1% em Cultura e já é muito. Goiás é um dos estados que mais investem proporcionalmente em Cultura no Brasil. Se no Brasil nós tivéssemos a prática de investir cada vez mais fortemente na Cultura, na Ciência e Tecnologia, na Educação e na formação e qualificação profissional, com certeza nós poderíamos fazer a inversão desses gastos: gastar menos com Segurança Pública punitiva e mais com a prevenção, através da Cultura. Não há nada mais barato para um governo do que a Cultura. E a Cultura liberta”, disse Marconi.

O governador aproveitou a ocasião para dizer que espera que a próxima parceria com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior seja firmada ainda neste ano para  celebrar um convênio com Sistema S. “Esse é o próximo desafio. Nós temos um Sistema S que é extremamente bem qualificado em Goiás. Para colaborar com o Pronatec, nós temos também que ter o nosso Pronatec estadual, as nossas próprias iniciativas”, observou.

Participaram também da solenidade o secretário de Desenvolvimento, Luiz Maronezi; o deputado federal João Campos (PSDB); o deputado estadual Valcenor Braz(PTB); o presidente da Fieg, Pedro Alves; o presidente da Associação Goiana dos Municípios, Cleudes Baré; além de superintendentes da SED, professores e estudantes. (Informações do Gabinete de Imprensa do Governador)

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.