“É fundamental ter um psicólogo em cada escola para prevenir acontecimentos ruins”, diz deputado

Diego Sorgatto é propositor de projeto de Lei que obriga a presença dos profissionais na rede pública de ensino

O PL de Diego Sorgatto já passou pela CCJ e deve seguir para votação. / Foto: Divulgação

O deputado Diego Sorgatto, do PSDB, apresentou um projeto de lei (PL) que propõe a obrigatoriedade da atuação de ao menos um profissional da Psicologia em cada escola estadual de Goiás, como meio de “evitar tragédias e situações ruins”.

O PL já passou pela Comissão de Redação, Constituição e Justiça (CCJ) e deve seguir para a primeira votação. Sorgatto conta que teve a oportunidade de assistir “dezenas de comportamentos estranhos de alunos que geraram vítimas fatais” nas escolas ou que culminaram em outros alunos e professores feridos, e que tais comportamentos poderiam ter sido evitados ou minimizados se os estudantes tivessem monitoramento e acompanhamento de um psicólogo.

“É fundamental ter um psicólogo em casa escola para prevenir acontecimentos ruins”, argumenta. Segundo o parlamentar, houve casos em escolas no Entorno do Distrito Federal de alunos que pegaram armas de fogo e dispararam contra os professor.

Sorgatto acredita que, caso o projeto seja aprovado, a presença de psicólogos nos ambientes educacionais pode evitar casos semelhantes no futuro.

Coordenador pedagógico foi morto por aluno em escola de Águas Lindas de Goiás

Em agosto deste anos, o coordenador pedagógico Bruno Pires de Oliveira, de 41 anos, do Colégio Estadual Machado de Assis, foi morto a facadas por um aluno de 18 anos dentro da escola, em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal,

Segundo o delegado responsável pelas investigações na época, Cleber Martins, ao que tudo indica, o aluno não teria ficado satisfeito ao ser cortado de um projeto esportivo na escola e resolveu tirar satisfação com o coordenador, o que resultou no crime.

O caso gerou bastante repercussão e levantou o debate sobre a necessidade de profissionais da Psicologia em ambientes escolares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.