Dupla feminina consegue 1ª medalha olímpica do Brasil no tênis

Olimpíadas: Laura Pigossi e Luisa Stefani fazem história e conquistam o  bronze no tênis - Jornal O Globo

Laura Pigossi e Luisa Stefani fazem história e conquistam o bronze no tênis para o Brasil | Foto: Reuters

Na disputa pelo bronze, as paulistas Laura Pigossi e Luisa Stefani venceram a dupla checa vice-campeã do Torneio de Wimbledon

Laura Pigossi e Luisa Stefani. Dois nomes desconhecidos mesmo entre a massa que acompanha mais de perto o esporte brasileiro e que amanhecem, neste sábado, 31, com um feito histórico: ao derrotar de virada espetacular (após salvarem quatro match points) as russas Elena Vesnina e Veronika Kudermetova, elas conquistaram a primeira medalha olímpica da história do tênis brasileiro.

Era a disputa pelo bronze e a dupla paulista ganharam de 2 sets a 1 (4/6, 6/4 e 11/9 contra as  adversárias, que são, nada mais nada menos, do que as atuais vice-campeãs de Wimbledon. As medalhas só serão entregues neste domingo, 1º, quando Laura e Luisa comporão o pódio após a final entre as checas Barbora Krejcikova e Katerina Siniakova e as suíças Belinda Bencic e Viktorija Golubic.

O roteiro até chegar à glória olímpica foi inusitado: até oito dias antes da estreia no Japão, as brasileiras não tinham vaga na competição – só receberam a notícia de sua classificação no dia 16 de julho, o prazo limite. Laura estava em um torneio no Cazaquistão e Luisa, dormindo em sua casa nos Estados Unidos. Encontraram-se em Tóquio e, desde então, não pararam de surpreender: em todos os quatro jogos disputados, a dupla entrou como “zebra”. E mesmo assim chegaram ao pódio olímpico.

Até chegarem à disputa da medalha, elas bateram representantes do Canadá (Gabriela Dabrowski / Sharon Fichman), da República Checa (Karolina Pliskova / Marketa Vondrousova) e dos Estados Unidos (Bethanie Mattek-Sands / Jessica Pegula. Só perderam para as suíças Bencic e Golubic.

Com a medalha, Laura e Luisa superaram a marca de Fernando Meligeni, que até hoje era o brasileiro com melhor campanha em Jogos Olímpicos. Nos Jogos de Atlanta, em 1996, ele ficou entre os quatro primeiros, mas perdeu a semifinal e a disputa pelo bronze — a última, para o indiano Leander Paes.

* Com informações do portal UOL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.