Duas professoras de Goiás vão à final de concurso de redação

Alessandra Alves Pacífico Campos, de Itapuranga, e Rosana Maria Lopes, de Cezarina, disputam as categorias Crônica e Poema na Olimpíada de Língua Portuguesa

Duas professoras de Goiás disputarão as finais da Olímpiada de Língua Portuguesa. Alessandra Alves Pacífico Campos, do Colégio Estadual José Pereira de Faria, em Itapuranga, está entre os 16 classificados na categoria Crônica. Já Rosana Maria Lopes, do Colégio Municipal Juscelino K de Oliveira, em Cezarina, disputará com outros 16 professores o prêmio da categoria Poema.

Os 20 vencedores da Olimpíada serão conhecidos no próximo dia 10 de dezembro. “Por mais que sonhamos em passar para final, é algo muito distante, mas, ao mesmo tempo, próximo. Todos os textos que são classificados são muito bons. Depende do olhar da banca julgadora, que é peculiar. Criamos muita expectativa, esperança. É um momento em que o coração vai e volta”, descreveu a sensação de disputar uma final a professora Alessandra.

Ao receber a notícia de que estava na final, a professora se sentiu surpresa e agradecida. “Eu estava em casa, com minha família. Os alunos começaram a mandar mensagem perguntando ‘professora, é verdade?’”, contou Alessandra.

O mérito é maior por conta dos desafios atravessados. A professora destacou que, durante o período da semifinal, era feriado, portanto teve de convencer os alunos a enviarem as redações de casa. “Foi uma conquista muito grande, em um momento que estávamos muito sensibilizados, instáveis. Todos os dias, foi um leão por dia”, afirmou a professora.

Para a final, o sentimento é o mesmo com relação à fase anterior. “Continuamos com a mesma esperança, mas com o coração muito agradecido por ter conseguido chegar. Estamos cheios de esperança”, contou a professora.

A Olimpíada

A 7ª edição da competição selecionou 80 finalistas, divididos em cinco categorias, para concorrer aos prêmios. Em cada grupo, 16 professores disputam a final. Além de Crônica e Poema, em que concorrem as professoras de Goiás, a Olimpíada de Língua Portuguesa premia os tipos Artigo de Opinião, Documentário e Memórias Literárias.

Alessandra destacou a relevância da participação e do prêmio para as escolas públicas. “A olimpíada traz muito enriquecimento para nós enquanto professoras. Além de um concurso de redação, ela traz formação, proporciona aprendizado prático de excelência nas nossas aulas de língua portuguesa”, disse a professora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.